Shimano Fest lança sua nona edição no Memorial da América Latina e define data de 14 a 16 de setembro

O Shimano Fest – O Festival da Bicicleta, que chega a sua nona edição em 2018, foi lançado nesta quarta-feira (28), no Memorial da América Latina, local que este ano receberá pela primeira vez o maior festival de bike da América Latina, entre 14 e 16 de setembro. A expectativa, com o novo espaço, após três anos no Jockey Club de São Paulo, é de um crescimento ainda maior do evento. São esperados mais de 30 mil visitantes ao longo dos três dias e cerca de 200 expositores.

Foram apresentadas no evento as facilidades do Memorial, central e de fácil acesso – como mais de 2.000 vagas em 15 locais de estacionamento em um raio de 500 metros, várias opções de transporte público (metrô, trem e ônibus), assim como ciclovia em frente, e ampla rede hoteleira ao redor. Entre as melhorias em relação ao ano anterior estão cerca de 4,5 mil m² de área coberta, garantindo maior conforto, tanto para expositores, como para lojistas e o público, e um maior bicicletário.

O mote de 2018 será #bikenomemorial – bike no memorial e em todos os momentos da nossa vida -, destacando a realização do evento no novo espaço, um centro cultural, de artes e lazer, inaugurado em 1989 na cidade de São Paulo, na Barra Funda, com o seu conjunto arquitetônico projetado por Oscar Niemeyer, e que vem se juntar aos lemas de 2015 (#TodoMundoPelaBike), 2016 (#RespeitoPelaBike) e 2017 (#PedaleJunto).

“Estamos de casa nova nesta edição 2018, um local que tem tudo para fazer crescer ainda mais o evento, localizado em uma área central e de fácil acesso. Ano a ano, desde a sua criação, em 2010, o Shimano Fest vem se destacando, aumentando em estrutura, apoiado em todos que acreditam no seu potencial. Desde a primeira edição até agora, o festival cresceu 1600% em número de visitantes. De 1.600 para 25.500 pessoas”, afirmou Rogerio Tancredi, gerente de marketing e comercial da Shimano Latin America.

“No ano passado, atingimos todos os objetivos, superando as expectativas. Agora, é ampliar esses números mais uma vez, seja em volume de negócios, em visitantes, em atrações, no festival como um todo, buscando sempre melhorias para quem participa e para quem acompanha o evento”, completou.

O evento contou com cerca de 200 pessoas e com a presença maciça do mercado de bicicletas, de representante da Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo, do vereador de São Paulo, José Police Neto, além de entidades como CicloBR, ABRADIBI e ABRACICLO. No esporte, o triatleta olímpico Reinaldo Collucci, a triatleta Sabrina Gobbo e a Mountain Biker Viviane Favery, assim como o presidente da Confederação Brasileira de Ciclismo, José Luís Vasconcellos. Figuras tradicionais do mundo da bicicleta como Márcio Ravelli, Edu Ramires e Luciano KDra também estiveram lá.

Atrações – Nesta edição, o test-ride, sucesso em 2017, utilizará a passarela que atravessa a avenida onde se localiza o Memorial da América Latina, permitindo uma integração ainda maior com o local, além de passar por trecho com terra e árvores com raízes expostas e coqueiros. Parte da estrutura para o test-ride também servirá para a pista que será construída para uma competição de Short Track, reunindo alguns dos melhores ciclistas brasileiros.

Não faltarão, também, opções de lazer e entretenimento como no ano passado. Para os pequenos, o Bike Kids, com inúmeras atrações, e o Bike Radical, com atividades imperdíveis, assim como o Espaço Mulher para mulheres ciclistas, fãs da bicicleta e para as mamães relaxarem e terem mais proximidade com o ciclismo.

O Festival da Bicicleta – Realizado pela primeira vez em 2010, o Shimano Fest nasceu para difundir os benefícios e prazeres da bicicleta para um maior número de pessoas. Um Festival gratuito e aberto ao público, onde todos são bem-vindos. Não existem tribos, nem distinção entre modalidades, mas sim a paixão pela bicicleta, para todos que quiserem conhecer melhor esse universo, e, claro, para aqueles que querem declarar seu amor pela magrela.

No ano passado, a oitava edição, no Jockey Club de São Paulo, teve 25.500 pessoas, com um crescimento de 25% no número de participantes em relação à anterior. Foram realizadas 17 horas de competição, com a presença de 270 atletas.  O Festival gerou R$ 10 milhões em negócios, com mais de 5.000 lojas e 190 marcas do segmento.