Bruno Lemes e Letícia Cândido faturam a Copa Internacional de MTB em Congonhas

O céu abriu para a Super Elite correr a Copa Internacional de MTB em Congonhas. A prova de bike aconteceu na tarde deste sábado, 19 de novembro e foi preciso muito fôlego para completar o percurso de 60 km e ainda sair com a vitória. E foi isso que Bruno Lemes (Sub-23) e Letícia Cândido fizeram. Os campeões da Maratona de MTB concluíram a prova em 2hrs22min e 3hrs02min respectivamente. O segundo lugar do masculino foi Henrique Avancini, seguido de Mário Veríssimo. No feminino a vice-campeã foi Tânia Clair Pickler seguida de Erika Gramiscelli. Com o resultado da Maratona, Henrique Avancini e Erika Gramiscelli no feminino se consagraram campeões.  Confira o resultado completo. 

De acordo com o campeão da prova, Bruno Martins, o resultado é consequência de um trabalho ao longo do ano. “Preparei muito para o final da CIMTB Levorin. Cheguei bem e na metade da prova consegui abrir vantagem e segurei para cruzar a linha de chegada com a vitória”, disse.

O vice-campeão, Henrique Avancini, afirmou que o retorno às competições, depois de cerca de três meses, foi um momento significativo da carreira dele. “A prova foi doída, sofri do quilômetro um ao quilômetro 60 – brincou – foi difícil conseguir girar rápido as pernas. Mas, pra mim foi muito especial, esse retorno tem um significado simbólico muito forte. O resultado da etapa foi bem melhor que eu esperava e consegui atingir o objetivo que era sacramentar a vitória geral”, comentou.

O campeão da temporada comentou também sobre as mudança na pista, e afirmou que gostou do que viu. “Competi em Congonhas em 2006 e considero que essa foi melhor mudança do percurso. É o melhor circuito até hoje”, finalizou.

canal-de-videos-de-mtb

No feminino, Letícia Cândido levou a vitória e o segundo lugar geral. “Muito treino e estou muito feliz. Tudo foi difícil, começando por ontem com o Desafio da Ladeira, eu senti muito, mas eu percebi que foi um aquecimento para os desafios de hoje que eu ia enfrentar hoje. O percurso é muito duro, ainda mais com a chuva, pois o terreno ficou mais pesado, só que deu tudo certo. Foi só a força e o desgaste físico”, disse.

A vice-campeã, Tânia Pickler, disse que o cansaço de fim de temporada pesou. “Eu vim preparada, treinei duro durante o ano inteiro. Porém, eu senti muito cansaço, a temporada começou em janeiro, fiz ultra maratona, e eu cheguei aqui no limite. Hoje eu não larguei bem, depois da metade da prova, eu consegui recuperar, achar meu ritmo e forçar. Eu persegui a Letícia a prova inteira, mas realmente não deu, ela estava muito forte, e estou feliz com o segundo lugar”, concluiu.

Fotos: Thiago Lemos/CIMTB Levorin