Microchips prometem ser a evolução na luta contra o doping

Mike Miller, diretor da Associação Olímpica Mundial, afirmou que os avanços tecnológicos permitirão que, num futuro próximo, microchips sejam implantados nos corpos dos atletas para evitar o doping, rastreando seus movimentos e realizando exames durante todo o dia.

Focus Cayo Ultegra

Quando questionado sobre a privacidade dos atletas, Miller se defendeu e disse que o dispositivo terá mais benefícios do que malefícios ao esporte.

Para lutarmos contra o doping, precisamos incomodar os atletas; os microchips não permitem manipulação e nem fraude, se houver qualquer alteração sanguínea, seremos avisados; Essa é apenas uma ideia, estou avaliando a aceitação só digo que precisamos proteger nosso esporte, que já está tão sujo”.

Miller ainda disse ainda que não haverá invasão de privacidade dos atletas. “O esporte é um estilo de vida, só entra quem realmente está a fim; Esse sistema de rastreamento seria uma regra nesse estilo de vida e entraria quem quiser.”