Ciclistas que mudaram de equipes e foram um sucesso no ciclismo de estrada em 2017

Ciclistas que mudaram de equipes e foram um sucesso no ciclismo de estrada em 2017

Com a temporada 2017 praticamente encerrada no pelotão profissional, agora é a hora das retrospectivas e rever os acontecimentos marcantes do ano.

E as mudanças de equipes que alguns atletas fizeram foram muito bem sucedidas, veja abaixo alguns dos ciclistas que fizeram sucesso nas novas equipes.

Philippe Gilbert
Saiu da BMC Racing e foi para a Quick-Step Floors.

Um dos especialistas em provas de um dia saiu da equipe onde estava a cinco anos, sem muito brilho, claro que teve bons momentos, mas nenhum que superasse a estrela de Van Avermaet. Na Quick-Step já mostrou que seus anos de experiência contam e ajudam demais a equipe.

Vincenzo Nibali
Saiu da Astana e foi para a Bahrain-Merida

Nibali foi um dos motivos para a Bahrain-Merida nascer, equipe que tem como dono o príncipe Nasser que é muito chegado de Nibali.

Nibali como todos sabem é um grande atleta e tem 3 títulos de Grand Tours na carreira. Com um papel importante na equipe, além de capitão ele com certeza ajudou o príncipe a escolher os integrantes da nova equipe.

Peter Sagan
Saiu da Tinkoff e foi para a Bora-Hansgrohe

Sem dúvida 2017 foi um ano de altos e baixos para Peter Sagan, que conseguiu conquistar alguns dos seus objetivos e outros foi obrigado a deixar de lado.

Ele pode não ter conseguido algumas vitórias em clássicas e a sua desclassificação no Tour foi totalmente injusta, mas novamente ele acertou o pé na equipe que hoje é uma das que mais mais cresceu e mais oferece perigo.

Não deixando de lado o seu 3º título de campeão mundial de ciclismo de estrada.

Michael Matthews
Saiu da Orica-Scott e foi para a Team Sunweb

Nunca saberemos quantas etapas do Tour de France Michael Matthews teria ganhado se ele tivesse que enfrentar Peter Sagan na segunda semana da corrida, mas sabemos que não importa as circunstâncias, ele papou várias etapas e a camisa verde. Não é culpa dele, o júri da prova decidiu jogar o campeão de cinco pontos, mas Matthews aproveitou a oportunidade e deu um grande passo em frente.

Matthews levou algumas outras boas vitórias ao nível do WorldTour ao longo do ano e coletou ainda mais 10 melhores resultados nas principais corridas de um dia.

Oliver Naesen
Saiu da IAM Cycling e foi para a AG2R La Mondiale

A equipe AG2R La Mondiale anunciou a assinatura de Oliver Naesen em agosto de 2016 como um dos dois concorrentes potenciais das Classicas ao lado de Stijn Vandenbergh, e Naesen ofereceu um vislumbre do que poderia vir até mesmo no final do ano. Correndo suas últimas corridas com o a IAM Cycling ele conseguiu uma vitória surpresa no Bretagne Classic em Plouay e depois um segundo lugar no Eneco Tour.

Foto capa: Getty Images Sport

COMPARTILHE

Comente