UCI anunciou que os testes com freios a disco vão continuar em 2018

UCI anunciou que os testes com freios a disco vão continuar em 2018

Há dois anos e meio, a UCI anunciou pela primeira vez os testes com freios a disco em competições. Em 2018, completarão quatro anos de testes e ainda não foi criado um regulamento em relação a essa tecnologia.

Focus Cayo Ultegra

Em 2016, um acidente no Paris-Roubaix envolvendo Fran Ventoso causou lesões sérias e a causa se deu ao disco. Em 2017 os testes foram retomados mas com pouca evolução. Em 2018 os testes prometem continuar sob as mesmas condições, o equipamento deverá ter disco ded 160mm com arestas arredondadas.

A implantação dos freios a disco nas provas é bem complicada por algumas razões. Algumas equipes tem os modelos definidos e prontos para uso, mas todos precisam da aprovação prévia da UCI para garantir a segurança dos ciclistas e dos espectadores.

Grandes marcas como Shimano e SRAM tem produtos prontos para serem equipados nas bicicletas. Há atualmente dois tamanhos de discos dianteiros e traseiros: 140 e 160 mm, esse último com maior poder de frenagem e dissipação de calor. A Campagnolo oferece apenas discos de 160mm na dianteira e ambas as opções na traseira.

A antiga ideia de colocar uma capa protetora nos discos foi descartada pelas marcas citadas.

Uma reunião entre a CPA, UCI e WFSGI (união das empresas interessadas) é esperada nas próximas semanas e essas questões deverão ser discutidas. Os regulamentos definitivos devem ser colocados em prática somente em 2019.

Foto: Tim de Waele/TDWSport.com

COMPARTILHE

Comente