Raiza Goulão e Luiz Cocuzzi faturam o MTB Short Track no Shimano Fest 2017

Raiza Goulão e Luiz Cocuzzi faturam o MTB Short Track no Shimano Fest 2017

O quarto e último dia do Shimano Fest foi marcado pelas disputas do mountain bike e ciclismo de estrada, reunindo os melhores atletas do Brasil no Jockey Club de São Paulo. Na manhã deste domingo (17), o público conheceu os campeões da Criterium Road, prova realizada em um circuito na Avenida Lineu de Paula Machado, com as vitórias de Wellyda dos Santos e Lauro Chaman, atual campeão mundial de paraciclismo, os dois da Funvic/Brasil Pro Cycling. De tarde foi a vez do MTB Short Track ter os vencedores definidos, com os títulos de Raiza Goulão (Primaflor/Mondraker/Rotor) e Luiz Cocuzzi (Lar/Scott), atuais campeões brasileiros de cross country olímpico (XCO).

Focus Cayo Ultegra

A disputa da elite masculina encerrou com chave de ouro o Bike Competition, no fim da tarde. Sorte do público, que pode ver em ação uma disputa de alto nível na pista de 1,1 km construída no Jockey Club de São Paulo. Luiz Cocuzzi venceu a corrida após escapar do pelotão apenas nos 300 metros finais. Rubinho Valeriano foi o vice-campeão, seguido de seu companheiro de equipe, Guilherme Muller, Sherman Trezza e José Gabriel Marques.

“Essa corrida do MTB Short Track no Shimano Fest é sempre muito difícil, porque é disputada o tempo inteiro. Tivemos seis atletas juntos em grande parte dos mais de 30 minutos de prova, sempre muito rápidos. Defini minha estratégia de atacar apenas na última volta e deu certo. Estou muito feliz com o resultado. Não tem preço ganhar com tanto apoio da torcida, que nos ajuda demais. O clima é especial competindo em casa”, comemorou o paulistano Cocuzzi.

Mais experiente do pelotão da frente, Rubinho Valeriano destacou os momentos decisivos da prova. “Em certo momento da corrida eu senti meus batimentos cardíacos baixos, a quatro voltas do final. Nenhum dos rivais fazia força e eu estava na frente, na liderança. Com meus 38 anos de idade preciso andar no limite, porque depois para recuperar é mais difícil. Acelerei e fui para o tudo ou nada, definindo o ritmo. Na volta decisiva, o Cocuzzi fez o sprint, tentei ir com ele nos metros finais, mas faltou gás. Objetivo era chegar no pódio e saio daqui satisfeito com o vice-campeonato”, disse Rubinho.

Na elite feminina, quem venceu de ponta a ponta foi a goiana Raiza Goulão, tricampeã brasileira de XCO. O pódio teve ainda Aline Simões, Danielle de Moraes, Livia Dantas e Bianca Gonçalves. “Sempre uma grande felicidade estar no Shimano Fest e compartilhar com os amantes do ciclismo o momento que vivo, além de poder competir com as meninas do Brasil. É um circuito para o público, em que ele está vibrando com você em todas as curvas”, destacou Raiza.

“Feliz de estar aqui mais uma vez e ter vencido, assim como em outros anos, como 2013 e 2014. O Shimano Fest está crescendo cada vez mais, com uma estrutura grandiosa e acessível para todo o publico. Área para crianças, shows e test-ride. É incrível ver a experiência que as pessoas vivem nos dias de visitação ao Festival. Reúne tudo do mundo da bike, algo que é perfeito. Parabéns para a Shimano e que siga o crescimento”, concluiu a vencedora do MTB Short Track, que mora e compete na Europa atualmente.

Criterium Road – Os ciclistas de speed tomaram conta da avenida do Jockey Club logo no início da manhã, com as provas da Criterium Road. Após a realização das baterias Open Feminino e Masculino, vencidas por Daiana Rodi e Kleber Lopes, foi a vez dos profissionais entrarem no circuito. No feminino, Wellyda dos Santos concluiu a corrida em 43min32seg625, totalizando dez voltas (32km). Já entre os homens Lauro Chaman completou as 12 voltas (38,4 km) com o tempo total de 44min38seg816.

“Foi uma prova muito técnica e dura, com um sprint atrás do outro. Não parava, ou seja, estratégias em todos os momentos. Até cometemos alguns pequenos erros, mas no fim saí com a vitória para minha equipe Funvic/Brasil Pro Cycling e estou bastante feliz”, comemorou Wellyda. “Ano passado ficamos em segundo lugar, com a Thayna Araújo, quando eu competia na Memorial/Santos. Desta vez, a Thayna ficou em segundo de novo, pelo meu antigo time, e eu pude ser a campeã, mantendo o título na Funvic”, completou. Além de Wellyda e Thayna, subiram no pódio da pro feminina Adriana Azuma Lobo, Daniela Cristina Lionço e Ana Paula Polegatch.

No masculino, estiveram ao lado de Lauro Chaman no pódio os ciclistas Endrigo da Rosa Pereira, Flavio Cardoso, Roberto Pinheiro e Jean Carlo Coloca. “A Criterium Road no Shimano Fest é uma prova muito dura, embora curta e rápida. Tentamos colocar todos os atletas da Funvic na frente e, graças ao trabalho de companheiros como o Roberto e o Flavio, tive a oportunidade de ficar livre e somar mais pontos. Marcaram muito eles dois e sobrou espaço para mim, que sou novo na equipe”, contou Chaman.

“Trabalhamos para o Betinho e o Flavio, campeões brasileiros de 2017 e 2016, respectivamente, e estamos felizes pelo resultado, com os três no pódio. A equipe é unida e não importa quem vença, desde que seja um integrante do nosso time”, enalteceu Chaman. “Agradeço muito a Shimano, desde aqueles que montam a estrutura até os que tocam a prova. Esta é minha primeira vez no Festival e fiquei impressionado. Estão de parabéns, porque o local era excelente para correr. Queria que tivessem mais Shimano Fest durante o ano. Já vou ficar na expectativa para, em 2018, defender meu título”, finalizou.

Cross Country Eliminator – Se neste domingo o mountain bike fechou com alto nível a arena de competições no Shimano Fest, na noite de sábado (16) o cross country eliminator (XCE) também deu um show para o público. Entre as mulheres, a vencedora foi a mineira Karen Olimpio, que dominou a corrida do começo ao fim. Danielle de Moraes, Aline Simões, Livia Dantas e Bianca Gonçalves completaram o top 5. No masculina, vitória de Luiz Cocuzzi, seguido de Daniel Grossi, Lucas Borba, Rubinho Valeriano e Juliano Cocuzzi.

Festival Groove de Música – A arena Bike Show também teve uma competição e tanto, o Festival Groove de Música – Sons da Paulista. Quatro bandas disputaram premiações que totalizaram R$ 2.000,00, divididos entre todas as participantes. Após as apresentações, realizadas no sábado entre 11h e 18h, a vitória do prêmio inédito no Shimano Fest foi da Amoradia do Som, muito festejada pelo público no Festival. Neste domingo, outras apresentações foram realizadas, como o Taiko (tambores japoneses), no início da tarde, e depois o rock dominou a trilha sonora, com os grupos Sinfonia do Rock e Carbono Rock.

Bikefitting.com – O triatleta Reinaldo Colucci, que se prepara para o Campeonato Mundial de Ironman em Kona, daqui a um mês, no Havaí (EUA), esteve neste domingo no Shimano Fest e realizou o seu bikefitting.com no estande da Shimano. “Este é meu primeiro ano no Shimano Fest e estou surpreso com a estrutura do Festival. Uma magnitude que eu não imaginava, com bastante público de bicicleta, pedalando por todos os lados. Fiz meu primeiro bike fit no equipamento da Shimano e foi muito legal ver os dados disponíveis para a melhora do meu desempenho em cima da bike. A galera ficou muito curiosa para assistir e saber onde podem fazer o mesmo procedimento em uma loja credenciada”, contou Colucci.

Foto: Filipe Mota / FS Fotografia

COMPARTILHE

Comente