Tour de France 2017 – Quem vai e quem fica nas equipes após a competição

Tour de France 2017 – Quem vai e quem fica nas equipes após a competição

Há poucos dias, um agente bem conhecido descreveu o segundo dia de descanso no Tour de France como “D-Day for the transfer market”, algo como “O Dia D para o mercado de transferências”. Vários agentes foram até a França para negociar com os chefes das equipes.

MTB Focus Raven Lite

Na agenda, lia-se o nome de grandes ciclistas que encerrarão seus contratos ao final dessa temporada, podendo assim, já assinar novos contratos a partir de agosto. Alberto Contador, Fabio Aru, Marcel Kittel, Alexander Kristoff, Mikel Landa, e até mesmo o contratado Nairo Quintana estavam entre alguns dos principais nomes.

Desde que trabalho no ciclismo, nunca vi um dia de descanso tão intenso”, disse um dos agentes à imprensa.

Ao final do dia, apenas algumas negociações de alto nível foram concluídas, as decisões de Kittel e Aru são as mais aguardadas pois com a saída deles, suas atuais equipes precisarão fazer seus movimentos e substituir seus atletas.

Tour de France 2017 - Marcel Kittel vence etapa 11 e acumula 5 vitórias

Tour de France 2017 – Marcel Kittel vence etapa 11 e acumula 5 vitórias

Ao que se sabe, Aru está negociando com a Astana e a Emirados Árabes. Se Aru resolver fechar com a Emirados, como o previsto, provavelmente deixará Dan Martin mais um tempo na Quick-Step. O irlandês tem uma proposta de outra equipe, mas aguarda um parecer de Patrick Lefevere.

A situação de Quintana foi a mais sondada no dia de descanso. O chefe da Movistar, Eusebio Unzue, concedeu uma entrevista que pareceu irritar o ciclista colombiano. Em contrapartida, o agente dele disse que, apesar de querer explicações de Unzue, Quintana está disposto a honrar o contrato atual.

Ele tem um contrato de dois anos; terminando o Tour iremos conversar com Eusebio mas tudo indica que continuaremos na Movistar; É normal que outras equipes se interessem por atletas como Quintana, mas nem todas podem pagar por isso e é aí que as especulações surgem, envolvendo a Sky e a Astana”, disse Giuseppe Acquadro.

Enquanto isso, Lafevere aguarda antes de renovar os contratos com seus ciclistas da Quick-Step. “Eu sou do tipo que dá uma pausa no mercado por enquanto pois todo mundo quer um parecer de quem fica e quem sai; Você não precisa entender de economia para saber que nomes como Alaphilippe, Gaviria e Jungels valorizaram na Quick-Step, eles estão custando mais caro agora”.

O chefe da equipe belga ainda não anunciou seus patrocinadores para 2018, mas o time deve continuar como está. Falta apenas a questão sobre o futuro de Kittel. “Marcel prefere não falar sobre o seu futuro até Paris, porque ele quer se concentrar na corrida”, disse Lefevere à imprensa antes de Kittel abandonar a corrida.

Quanto ao Coquard, Lafevere disse: “A gente se conhece há tempos, sei que o sonho dele é transformar-se num sprinter de uma grande equipe, mas não posso tê-lo com Gaviria e Kittel na Quick-Step, ele vai ter que esperar a decisão dos outros primeiro”.

Um ciclista que provavelmente deixará a Quick-Step é Matteo Trentin. O italiano já foi alvo das especulações e as apostas vão para a nova equipe francesa Pro Continental.

“A imprensa italiana também divulgou que vou para a FDJ, eles falam que eu vou para pelo menos oito equipes diferentes; em algumas semanas todos irão saber qual será meu futuro”, disse ele no domingo.

No Team Sky haverá muitas mudanças. A equipe britânica pode esperar Chris Froome e Geraint Thomas no time, mas Mikel Landa aparentemente se mudará mesmo para a Movistar.

Michal Kwiatkowski, renovará o contrato após uma temporada impressionante. Elia Viviani está a caminho dos Emirados Árabes, enquanto Vasil Kiryienka, David Lopez, Beñat Intxausti e Sebastian Henao estão ansiosos para renovar. O Team Sky está de olho em jovens ciclistas e já assinou com Pavel Sivakov, que venceu o Baby Giro, e Egan Bernal.

O Team BMC só é capaz de garantir contratos de um ano e, segundo rumores, estão adiando a renovação de alguns. Greg Van Avermaet, Richie Porte, Tejay van Garderen e Nicolas Roche já estão confirmados para mais um ano, mas Daniel Oss está de mudança para a Bora-Hansgrohe, enquanto Alessandro De Marchi está indo para os Emirados Árabes. Jurgen Roelandts está pronto para começar na Lotto Soudal.

Quanto Kristoff e Contador, eles tem futuro incerto. O norueguês permanece ligado a várias equipes, incluindo a Astana, enquanto Contador ainda não renovou com a Trek-Segafredo.

A Cannondale tem um novo patrocinador a caminho e começou a negociar com seus atletas. Rigoberto Uran, Pierre Rolland e Simon Clarke esperam permanecer. Davide Formolo está negociando com a Bora, depois do seu desempenho no Giro d’Italia.

Na Dimension Data, Nathan Haas deve sair junto com Omar Fraile, que vai para a Astana.

COMPARTILHE

Comente