Geraint Thomas explica porque insiste em ficar na equipe Sky

Geraint Thomas explica porque insiste em ficar na equipe Sky

Geraint Thomas tinha propostas de grandes equipes como Emirados Árabes, Saxo Bank, Garmin e Trek, mas resolveu renovar o contrato com o Team Sky por mais um ano, acabando com a especulação de que sairia em 2018.

Focus Cayo Ultegra

O ciclista de 31 anos foi o líder da Sky no Giro d’Italia desse ano, mas foi forçado a abandonar. Ele conseguiu colocar a carreira de volta aos trilhos no Tour de France 2017, onde já mostrou resultados notáveis.

Ele ainda tem a ambição de liderar a equipe em um Grand Tour e, para 2018, pode ser que ele finalmente consiga. “O contrato estava pronto e era só uma questão de aceitar; mais um ano numa equipe como o Team Sky pode ser minha oportunidade de liderar um Grand Tour e, se abrir essa porta, eu estarei pronto”, disse o atleta pouco antes de iniciar a etapa 6 do Tour de France 2017.

Thomas ainda acrescentou que a decisão de permanecer no Team Sky não foi financeira. O ciclista pode não ter uma camisa amarela, mas tem grandes responsabilidades na equipe. Nesse Tour de France, a sua tarefa é proteger Froome nas próximas duas semanas.

“Preciso ser um apoio para o Froome pois assim estarei no GC; Ano passado perdi tempo por falhas mecânicas, espero não acontecer de novo; Foi muito bom poder usar a camisa e gostaria de usá-la por mais tempo, mas eu já sabia que iria perder”.

COMPARTILHE

Comente