Giro d’Italia 2017 – Cem anos de história, 21 etapas e 3612 km

Giro d’Italia 2017 – Cem anos de história, 21 etapas e 3612 km

Essa 100 ª edição, é comemorativa aos cem anos do Giro d’Italia e, por isso, é também uma celebração do ciclismo italiano e corridas Grand Tour. O Giro d’Italia 2017 vai durar três semanas, terá 21 fases, e este ano, contará com um total de 3612 km.

II PERCURSO ROSA

O diretor, Mauro Vegni, esperava que a 100ª edição do Giro d’Italia visitasse cada uma das 20 regiões do país, mas 4 ficaram de fora por causa da geografia, distância e também interesses comerciais.
Giro d´Italia 2017 cem anos de história
Nós vamos ver seis etapas ideais para os sprinters, oito etapas montanhosas para os escaladores, duas provas de tempo e cinco etapas de subidas monstruosas.

ELENCO QUE VAI BRILHAR

O Giro d’Italia geralmente não tem tantos protagonistas como o Tour de France. Nomes como Chris Froome, Richie Porte e Alberto Contador não estarão presentes, mas dessa vez praticamente todos os outros se inscreveram.

Nairo Quintana (Movistar) está indo bem treinado e promete grandes feitos, enquanto Vincenzo Nibali (Bahrain-Mérida) está focado apenas em uma terceira camisa rosa em Milan. Esses dois monstros parecem os dois favoritos ao título, e ambos têm equipes fortes para apoiar sua vitória.

Não veremos o primeiro duelo italiano entre Nibali e Fabio Aru nessa temporada. Em vez disso, será fascinante ver como Thibaut Pinot (FDJ) vai estrear no Giro d’Italia. O seu amor pela Itália pode ajudá-lo a superar as suas fraquezas e assim tornar o primeiro vencedor francês desde Laurent Fignon em 1989? É o que veremos.

Geraint Thomas será outro destaque durante as próximas três semanas. O ciclista será líder do Team Sky com Mikel Landa, que foi terceiro na geral em 2015.

Adam Yates (Orica-Scott), Tom Dumoulin (Team Sunweb), Steven Kruijswijk (LottoNL-Jumbo), Bauke Mollema (Trek-Segafredo) também querem ter seu nome lembrado. Eles só podem brigar por um lugar no pódio final em Milan, mas são todos os candidatos na geral.

Nos sprints, destaque para Sam Bennett (Bora-Hansgrohe), Caleb Ewan (Orica-Scott), Fernando Gaviria (Quick-Step Floors), André Greipel (Lotto Soudal), Nicola Ruffoni (Bardiani-CSF), Ryan Gibbons (Dimension Data), Giacomo Nizzolo (Trek-Segafredo), Sacha Modolo (Emirados Árabes Unidos) e Jakub Mareczko (Wilier Triestina-Selle Italia).

A 100ª edição do Giro promete ser emocionante, nos resta aguardar para ver se vai ser tudo isso mesmo!

COMPARTILHE

Comente