5 conclusões da Amstel Gold Race 2017

5 conclusões da Amstel Gold Race 2017

Philippe Gilbert fez um time de um homem só

Philippe Gilbert deu um show na Amstel Gold Race no último domingo. O belga conseguia estar em todos os lugares: no ataque, na frente, no vento, mais na retaguarda… Gilbert estava implacável e o resultado veio conforme o esperado, para cima de Kwiatkowski.

Para Gilbert, a primavera terminou assim que ele cruzou a linha por causa de uma lesão no rim depois de uma queda. Agora ele deixa a Quick-Step na liderança de Dan Martin na Flèche Wallonne e Liège-Bastogne-Liège.

Kwiatkowski se precipitou?

Michal Kwiatkowski venceu Milan-San Remo, Amstel Gold, Strade Bianche (duas vezes) e fez belas outras corridas, por isso é justo dizer que ele tem suas táticas nas provas.

Ele tentou um Sprint nos últimos 350 metros e conseguiu se afastar um pouco de Gilbert. Talvez se ele tivesse esperado uns 75 metros para começar o Sprint, seria o campeão.

Albasini: o homem de Ardennes

Michael Albasini (Orica-Scott) pode ser considerado o favorito dos Clássicos de Ardennes pelo seu desempenho consistente nas corridas que participa.

Sua terceira colocação no Amstel foi o melhor resultado em Limburgo. O problema de Albasini é que ele não tem uma cartada final para bater ciclistas como Gilbert, por exemplo.

Haas se descobrindo

Nathan Haas (Dimension Data) é um dos ciclistas com mais destaque dessa temporada, seu excelente resultado no Amstel só confirma isso. Essa prova foi perfeita para o australiano, que, mesmo sem ter um sprint ideal, é bem confiante.

Sua busca por um pódio continua, mas sabemos que isso é uma questão de tempo.

Organizadores estão de parabéns

Vimos uma prova mais aberta, com mais ataques e um final menos previsível. Os organizadores merecem elogios, assim como todos os atletas que desenrolaram muito bem a corrida.

Quem achou que essa prova era para os velocistas, se enganou. Os “fastmen” Colbrelli, Matthews e alguns outros nem chegaram a ver a linha de frente da corrida. Essa mudança dá boas-vindas a uma corrida que sempre esteve na sombra. Nós agradecemos!

COMPARTILHE

Comente