Christoph Sauser e seu relato sobre a Cape Epic 2017 até o momento

Christoph Sauser e seu relato sobre a Cape Epic 2017 até o momento

O ciclista escreveu um relato de como está sendo a Cape Epic e toda sua visão da prova. Leia na íntegra:

“Eu sempre durmo muito bem antes de grandes provas, e na noite anterior da prova eu dormi ainda melhor que o habitual. Acordei e me aqueci nos rolos durante meia hora, tomei café da manhã e me aprontei.

Não tínhamos uma credencial do estacionamento de Meerendal Wine Estate, mas conseguimos chegar sem nenhum problema. Estava bem calor, meu Garmin já marcava 39°C às 11h30, então um aquecimento de 15 minutos já era o suficiente.

Eu nunca sei se meu parceiro Jaroslav Kulhavy vai estar melhor do que eu, ou se estaremos em ritmos parecidos, e no alinhamento hoje fiquei me perguntando isso. Há dois anos, ele era muito mais forte e ainda guardava isso na minha cabeça. Porém, na primeira subida eu estava me sentindo excelente, e estávamos nos saindo bem.

Fizemos os downhills com bastante cuidado, sem muito risco. Você não ganha um Epic nos downhills, mas pode perder lá. Então, arriscar muito em oito dias geralmente acaba mal.

Essa foi a receita do sucesso de todos os meus Cape Epic: se você vai um pouco mais forte e rápido que os outros, nos downhills você pode determinar o ritmo e controla-los.

O trajeto estava esquentando cada vez mais, mesmo com capacetes que deixam o ar fluir. Eu tinha apenas uma garrafa com água, e ela não estava cheia, eu estava no meu limite.

O ponto positivo do prólogo é que eu me sentia parte da bicicleta, estava muito confortável para mim. Me senti totalmente no controle e esse também é um dos segredos para vencer um Epic: manter-se confortável no selim da sua bicicleta. Sendo assim, eu estava sofrendo, mas estava confortável ao mesmo tempo, então era um sofrimento controlado.

As outros equipes como os Bulls, Tropeak-Ergon e as duas Centurion Vaude perderam bastante tempo, o que foi uma vantagem para nós. Os Bulls, por exemplo, sabem o gosto da vitória no prólogo e de vestir a camisa de líder. Tudo isso aumenta a adrenalina de querer ir cada vez mais rápido.

Mas hoje o calor falou mais alto.”

COMPARTILHE

Comente