Pinarello responde às acusações feitas pela empresa Velocite sobre uso de patente

Pinarello responde às acusações feitas pela empresa Velocite sobre uso de patente

Nessa última terça-feira, dia 12 de janeiro, a Pinarello foi o foco por causa do seu novo quadro Dogma F10, que tem um tubo côncavo para melhorar a aerodinâmica. Essa bike será usada pelo Team Sky na temporada 2017. Victor Major, CEO da Velocite, acusou a concorrente de plágio dizendo que ele patenteou esse design na China e Taiwan.

focus-bikes-onde-comprar-mtb-full

A Pinarello respondeu às acusações dando sua versão da história. Segundo eles, a Velocite não tem provas suficientes para apoiar as alegações sendo que os quadros aerodinâmicos são vendidos há tempos pela marca: “a Pinarello é uma empresa líder no ciclismo e obviamente leva as questões de propriedade intelectual muito a sério”.

O comunicado ainda revelou que “é verdade que o Sr. Major contatou a Pinarello em julho de 2016 mas não apresentou informações essenciais nem identificou de quais produtos estava se referindo; ele foi respondido em agosto, e sabe que essas informações são obrigatórias nesses casos”.

Para concluir, a Pinarello também afirmou que está disposta a discutir essas questões com Victor Major e que também não vai tolerar acusações sem fundamento sobre plágio.

Repercussão

Com bom humor, Gary Fisher (lendário designer de bikes) escreveu no Twitter junto com uma foto da bicicleta de 1992 com o quadro côncavo.

“Cara Velocite, vocês me roubaram! Hahaha 1992 Gary Fisher Alembic”

COMPARTILHE

Comente