Entrevista com Jens Voigt, uma das lendas vivas do ciclismo

Entrevista com Jens Voigt, uma das lendas vivas do ciclismo

A conversa com o ilustre e lenda viva do ciclismo de estrada, o alemão Jens Voigt, aconteceu na inauguração da CYC Cyclist, uma bike store concept da Trek em São Paulo. Uma bike store digna de receber um ex-atleta e pessoa tão querida como jens Voigt.

Jens Voigt falou sobre diversos assuntos ao longo de mais de uma hora de conversa com o pessoal da imprensa. Assuntos que estão sempre em alta e assuntos que já se passaram pela história do ciclismo e da sua trajetória como profissional.

loja-cyc-cycling

Jens falou sobre Peter Sagan, que é o atual campeão mundial de estrada, sempre positivo e falando muito bem do atleta, Jens expressou em poucas palavras sua admiração que tem por Sagan, “Peter Sagan com certeza foi uma dessas pessoas que Deus escolheu a dedo e tirou para que brilhasse muito, e olha que eu não sou uma pessoa religiosa, mas acredito nisso” Disse Jens.

Uma de suas façanhas como atleta foi o Record da Hora em 2014, e Jens comentou sobre isso. “A ideia era correr sozinho esse desafio, sem plateia, somente eu, comissários e meu pai! Mas as coisas tomaram um rumo diferente, com a proposta da Eurosport de transmitir ao vivo o desafio… Foi um momento impressionante na minha vida e carreira…” Disse.

“Hoje eu sou uma pessoa normal, envelhecendo e ficando gordo”  disse Jens de forma descontraída “Não sinto falta das corridas, mas sinto falta da boa forma, de me sentir um super homem”. Completa.

entrevista-com-o-ciclista-jens-voigt

Jens também falou de Armstrong e da ideia de reduzir o o tamanho das equipes…“A redução de atletas não é a solução para tornar uma prova mais segura, até porque o público vai continuar o mesmo, os carros e as motos estarão ali também… Acho que precisa ser pensado como um todo e estudado alguma forma de tornar uma corrida mais segura para todos.” Comenta Jens.

“Sobre Armstrong, eu digo que ele teve seu tempo… mas tudo que não é concreto e verdadeiro acaba caindo. Tive duas chances de entrar para a equipe dele, mas eu sabia que tinha que escolher um caminho onde não teria mais volta.”

COMPARTILHE

Comente