5 acidentes do ciclismo de estrada que marcaram a temporada 2016

5 acidentes do ciclismo de estrada que marcaram a temporada 2016

Esse ano foi excepcionalmente ruim para os pelotões profissionais. Embora seja habitual que acidentes mudem o curso de grandes provas, em 2016 vimos a grave lesão de Stig Broeckx e a morte trágica de Antoine Demoitié. Em uma retrospectiva, separamos cinco acidentes que marcaram essa temporada.

Mont Ventoux

Por causa dos fortes ventos, os organizadores do Tour de France foram forçados a mudar o local da linha de chegada do estágio de Mont Ventoux. O novo trajeto estava apertado demais e a torcida se aglomerou não permitindo a passagem dos ciclistas, o que causou um acidente que quebrou a bike de Chris Froome. Ele percorreu boa parte correndo e foi motivo de piada.

Queda de Kruijswijk na Cima Coppi

Steven Kruijswijk estava prestes a fazer história como primeiro holandês a vencer o Giro d’Italia. Ele tinha uma bela vantagem de três minutos do segundo colocado e estava quase terminando a prova quando se acidentou. As lesões o impediram de prosseguir no mesmo ritmo e ele caiu para o quarto lugar, perdendo o pódio.

queda-de-kruijswijk-na-cima-coppi

Queda de Zakarin no Coll dell’Agnelo

Ilnur Zakarin estava se aproximando do pódio com o acidente de Kruijswijk, mas ele caiu em um barranco e quebrou a clavícula. Ele terminou em quinto lugar na geral.


 Escorregão de Cancellara

Fabian Cancellara, atleta da Trek-Segafredo, que estava disputando posições diretamente com Peter Sagan, quando se acidentou na famosa parte de terreno acidentado do Paris Roubaix, ele terminou na 40ª posição.

cancellara-cai-no-paris-roubaix-2016

Descida Olímpica

A Vista Chinesa foi um ponto crítico da prova dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. Outros atletas tinham se acidentado no local, mas foi na prova feminina que aconteceu o mais grave. A holandesa Annemiek van Vleuten estava mordendo o ouro quando sofreu um horrível acidente nessa descida.

annemiek-van-vleuten

COMPARTILHE

Comente