Hans Becking vence etapa do Cross Country na Brasil Ride 2016

Hans Becking vence etapa do Cross Country na Brasil Ride 2016

Os 500 atletas participantes da sétima edição da Brasil Ride disputaram nesta sexta-feira, 21 de outubro, a etapa do Cross Country Olímpico (XCO), com quatro voltas em um circuito de 8,6 km. Com a regra específica para a competição de que, após o líder completar a prova ninguém mais abriria voltas, o ritmo foi intenso na primeira bateria, com as 60 melhores duplas no acumulado dos cinco dias. Após 1h26min17, o holandês Hans Becking cruzou em primeiro lugar, seguido de Fabian Rabensteiner (1h26min34) e Alexey Medvedev (1h26min34), dupla líder da Trek San Marco II, que aumentou de 9min55 para 13min27 a vantagem para os segundos colocados.

A primeira colocação foi especial para Hans Becking, atual bicampeão da Brasil Ride, que teve ao lado de Jiri Novak (CZE) um mau começo na sétima edição. Após a celebração no pódio o holandês comemorou ao lado do chefe da equipe Superior-Brentjens MTB Racing, Bart Brentjens. “Me sinto muito bem com o resultado. Me dou bem com as subidas inclinadas, mas mesmo assim as altas temperaturas e os caras da Trek San Marco II foram mais uma vez muito rápidos. Estou muito feliz depois de tudo e da falta de sorte que tivemos no começo da semana, ao lado do Jiri. Agora falta apenas um dia para podermos realmente curtir a praia”, comemorou Hans. “Bom demais terminar a prova com um banho de mar refrescante. A água salgada com certeza me ajudará na recuperação”, concluiu.

podio-da-etapa-6-da-brasil-ride-2016

Foto: Armin Kuestenbrueck / Brasil Ride

Apesar de não conquistarem a vitória no individual, a melhor dupla do dia na média dos tempos foi a da Trek San Marco II, com Fabian e Alexey, em 1h26min34. Em segundo ficou Hans e Jiri, com 1h27min47 e em terceiro Daniel Geismayr e Jochen Kaess, em 1h30min06. “Após perdermos quase sete minutos no último estágio, hoje (sexta-feira) tivemos pela frente um circuito veloz e técnico. Logo na largada o ritmo foi intenso e Fabian e eu decidimos ir juntos todo tempo. A estratégia deu certo e obtivemos o melhor resultado acumulado por duplas do dia. Estamos felizes por isso”, destacou Alexey.

“A prova foi ótima para nós. Me senti bem e o Alexey foi um grande parceiro durante os cerca de 35 km. Consegui ter uma boa recuperação na última noite, e estou feliz pelo resultado. Estamos otimistas para a última etapa, e queremos fazer o melhor para garantir a camisa amarela e o título”, contou Fabian. Agora, a dupla ítalo-russa tem 13min27 de vantagem para Geismayr e Kaess, restando os 75 km da Maratona XCM Brasil Ride neste sábado (22), com largada às 9h, mais uma vez na Vila Brasil Ride, em Arraial d’Ajuda.

Ladies – Após liderarem a Brasil Ride no primeiro dia e verem a portuguesa Celina Carpinteiro e a alemã Ivonne Kraft na frente nos últimos quatro dias, nesta sexta-feira as mineiras Isabella Lacerda e Letícia Cândido deram a volta por cima e obtiveram um excelente resultado. Enquanto as duas brasileiras completaram as quatro voltas, a dupla europeia foi cortada antes, levando uma penalização de 210 minutos (70 para cada atleta). Após a somatória final do dia, a diferença de Isabella e Letícia para Celina e Ivonne, que antes era de 33 minutos, agora é de 38 minutos para a dupla Isa & Lele Brazilian Rockets.

leticia-candido-na-brasil-ride-2016

Foto: Armin Kuestenbrueck / Brasil Ride

“Larguei com a intenção de dar o máximo para tirar a diferença. Sabia que seria técnico e como o XCO é a minha especialidade, fui na frente. Abri a vantagem e consegui mantê-la até o fim. A pista era fantástica. O downhill final dava para mim mais vontade de percorrer o circuito o mais rápido possível para poder descê-lo de novo. Estou feliz demais. Letícia e eu fomos muito bem e só nos duas demos quatro voltas, o que nos garantiu passar as rivais na disputa. Agora é concentração, porque tem mais um dia e na Brasil Ride só se termina quando cruza a linha de chegada no último dia”, destacou Isabella.

Ivonne Kraft se sente mal e é internada em Porto Seguro – A alemã Ivonne Kraft, pentacampeã da Brasil Ride, se sentiu mal no km 6 do circuito do Cross Country, na manhã desta sexta-feira e foi removida de helicóptero, para o hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro. Ela foi encontrada a 15 metros da trilha, numa sombra, e foi rapidamente atendida pelo médico da prova, Clemar Correa da Silva, neurocirurgião do Hospital das Clínicas de São Paulo, considerado o mais experiente em competições do gênero no Brasil. Segundo o médico, Ivonne está em observação e seu estado é estável.

Foto capa: Fabio Piva / Brasil Ride

COMPARTILHE

Comente