Tiago Ferreira e Roel Paulissen vencem etapa 2 da Brasil Ride 2016 entre Porto Seguro e Guaratinga

Tiago Ferreira e Roel Paulissen vencem etapa 2 da Brasil Ride 2016 entre Porto Seguro e Guaratinga

A camisa de líder na Open segue com Fabian Rabensteiner e Alexey Medvedev, segundo colocados nesta segunda. Na Máster, Bart Brentjens e Abraão vencem mais uma, enquanto na Ladies a liderança agora é de Ivonne Kraft e Celina Carpinteiro

Guaratinga (BA) – Os melhores ciclistas do MTB mundial competiram nesta segunda-feira (17) uma das mais longas etapas da Brasil Ride, a segunda de sete da principal ultramaratona das Américas, com 128 km e 2.225 metros de altimetria entre o distrito de Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro, e a fazenda Conjunto Boa Vista, em Guaratinga. Atual campeão mundial, Tiago Ferreira (POR), e Roel Paulissen (BEL), bicampeão do mundo em 2008 e 2009, foram os melhores do dia com pouco mais de um minuto de vantagem para Fabian Rabensteiner (ITA) e Alexey Medvedev (RUS), os donos da Yellow Jersey (camisa de líder). Hugo Prado e Lukas Kaufmann (SUI) repetiram o terceiro lugar do prólogo, figurando outra vez entre os primeiros na geral.

tiago-ferreira-e-roel-paulissen-vencem-etapa-2-da-brasil-ride-2016-

Foto: Igor Schifris/Brasil Ride

Tiago Ferreira e Roel Paulissen ditaram o ritmo desde o início e aos poucos o pelotão foi diminuindo, até restarem com eles Fabian e Alexey, Hugo e Lukas, além dos atuais bicampeões do evento, Jiri Novak e Hans Becking. Perto do km 100, onde começavam as sequências de serras nas proximidades de Guaratinga, o grupo foi se dividindo, sempre com Tiago e Roel na frente, até completarem os 128 km em 4h48min08.

“Logo no começo o Luis Pinto iniciou com um ritmo alto, o que fez com quem vários adversários saíssem da disputa pela vitória. Pouco após o km 90, chegaram as subidas, que para Roel e eu era o nosso terreno favorito. Pude ver que alguns atletas não reagiram bem nesta parte do circuito e sempre forçávamos sem sair da zona de conforto. Nos cinco quilômetros finais reparamos que pedalávamos isolados, e disse ao Roel para apertarmos um pouco para não perdermos essa vitória”, avaliou Tiago.

“Foi um dia muito quente e o início de prova tático. Muitos atletas juntos e tivemos problemas com água na pista e ocorreram algumas quedas. Eu mesmo caí uma vez, porém nada muito complicado. Estávamos juntos até o km 97 com mais três duplas, quando entramos nas trilhas. Ali nós conseguimos uma vantagem e em seguida começou a sequência de subidas íngremes. Nenhuma longa, porém depois de horas pedalando no calor o ciclista sente o cansaço. Em um certo momento o Tiago abriu uma distância de mim, eu o alcancei e impusemos um ritmo forte até o fim, para garantir a vitória no dia”, destacou Roel.

A dupla líder da Trek San Marco II comemorou a segunda colocação no pódio, com o tempo de 4h49min13. “Foi um dia de prova longo e quente. O Tiago e o Roel aceleraram nos últimos quilômetros e infelizmente não conseguimos acompanhá-los, após meu companheiro Alexey sentir-se mal, com dores no estômago. Nos mantivemos fortes e conseguimos chegar até a linha de chegada com o tempo suficiente para nos mantermos na liderança. Por isso, estamos bem felizes com o nosso resultado”, avaliou o italiano Fabian Rabensteiner.

brasil-ride-etapa-2-trek-san-marco

Foto: Igor Schifris/Brasil Ride

Terceiro colocados do dia, Hugo Prado e Lukas Kaufmann completaram o pódio com o tempo de 4h51min39, o que lhes garante a terceira colocação geral da Open. As duplas Jiri Novak (CZE) / Hans Becking (HOL) e Daniel Geismayr (AUT) / Jochen Kaess (ALE) completaram na quarta e quinta colocações, respectivamente.

Liderança mantida Máster – Favoritos ao quarto título consecutivo, Bart Brentjens (HOL) e Abraão Azevedo garantiram mais uma vitória na categoria Máster, com folga de mais de 21 minutos para Alcir Masetti e Maurício Salgado. “Pensei que seria como os organizadores disseram no briefing, um estágio fácil, porém não foi. Na realidade foi bem difícil, porque começou muito rápido e com muitos atletas. Tivemos trechos com a pista molhada, o que dificulta a pilotagem e tivemos ainda o calor, que torna tudo sempre mais difícil. Por não esperar a dificuldade e ter me preparado para uma etapa tranquila, acredito que isso tornou o dia duro para Abraão e eu”, avaliou Brentjens.

Camisa laranja com novas donas – Após as mineiras Isabella Lacerda e Letícia Cândido largarem na frente na busca do título da Ladies no prólogo, nesta segunda-feira Ivonne Kraft (ALE) e Celina Carpinteiro (POR) deram a volta por cima e ganharam a etapa com mais de 45 minutos de folga para a dupla brasileira. “As sensações foram muito boas com a Celina hoje. Foi um ótimo dia, apesar de muito quente o que nos fez sofrer bastante. O circuito era muito difícil e ao fim do dia, além da vitória, temos a camisa de líder. Estamos muito felizes, porque nos divertimos juntas. Nos conhecemos bem, o que nos garantiu bons resultados até o momento”, comemorou Ivonne. “Fizemos nosso ritmo de prova, acompanhando alguns grupos que nas trilhas nos os alcançávamos e nas partes planas eles nos passavam”, concluiu a alemã.

Resultados da segunda etapa – 128 km entre Arraial d’Ajuda a Guaratina

Open:
1- Tiago Ferreira (POR) / Roel Paulissen (BEL) – 4h48min08
2- Fabian Rabensteiner (ITA) / Alexey Medvedev (RUS) – 4h49min13
3- Hugo Prado (BRA) / Lukas Kaufmann (SUI) – 4h51min39
4- Jiri Novak (CHE) / Hans Becking (HOL) – 4h57min48
5- Daniel Geismayar (AUT) and Joachen Kab (ALE ) – 4h59min39

Máster
1- Bart Brentjens (HOL) / Abrahão Azevedo (BRA) – 5h25min09
2- Alcir Masetti (BRA) / Mauricio Salgado (BRA) – 5h56min19
3- Peter Jung (ALE) / Walter Reichenbach (ALE) – 5h58min33

Ladies
1- Celina Carpinteiro (POR) / Ivone Kraft (ALE) – 6h06min44
2- Isabela Lacerda (BRA) / Letícia Candido (BRA) – 6h52min07
3- Janete Correia (BRA) / Joana Nobrega (BRA) – 7h18min09

Dupla Mista
1- Piero Pellegrini (ITA) / Annabela Stropparo (ITA) – 5h53min08
2- Valmor Hausmann (BRA) / Tania Pickler (BRA) – 5h57min25
3- Marcelo Moser (BRA) / Ana Luisa Panini (BRA) – 6h13min14

Grand Máster
1- Heleno Borges (BRA) / Paulo Vasconcelos (BRA) – 6h09min12

Nelore
1- Gerson Muhlbauer / Marcelo de Oliveira (BRA) – 6h47min36

Corporativa
1- Francisco/Wagner/Jose (BRA) – 6h02min14

Programação da Brasil Ride 2016 – 538,8 km – 10.773 metros de altimetria
18/10 – 3ª feira – Etapa 3: Largada e chegada no acampamento (63,5 km e 1.587)
19/10 – 4ª feira – Etapa 4: Largada e chegada no acampamento (85,3 km e 2.963 m altimetria)
20/10 – 5ª feira – Etapa 5: Deslocamento do acampamento da Vila Brasil Ride para Arraial d’Ajuda (134 km e 2.027 m altimetria)
21/10 – 6ª feira – Etapa 6: Percurso XCO em Arraial d’Ajuda (31,8 km e 548 m altimetria)
22/10 – Sábado – Etapa 7: Última etapa do Brasil Ride e Maratona XCM / Festa de encerramento, em Arraial d’Ajuda (75 km e 1.105 m altimetria)

COMPARTILHE

Comente