Fabian Rabensteiner e Alexey Medvedev da Trek San Marco vencem prólogo da Brasil Ride 2016

Fabian Rabensteiner e Alexey Medvedev da Trek San Marco vencem prólogo da Brasil Ride 2016

Neste domingo, 16 de outubro, começou no distrito de Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro, a sétima edição da Brasil Ride em suas diversas categorias, competição que terá a definição dos campeões no próximo sábado, dia 22. Na principal disputa, a Open, a vitória foi do italiano Fabian Rabensteiner e o russo Alexey Medvedev, da dupla Trek San Marco II.

Após iniciarem a prova apenas na sétima largada do prólogo, Fabian e Alexey tiraram o posto de líder de seus próprios companheiros de equipe, os italianos Samuele Porro e Damiano Ferraro, da Trek San Marco I. O mineiro Hugo Prado e o suíço Lukas Kaufmann, da Orthocrin Cannondale LeftyTeam, completaram o pódio na terceira colocação.
hugo-prado-neto-e-lukas-kaufmann-brasil-ride-2016
Após manhãs chuvosas e tardes de tempo firme durante a semana em Arraial d’Ajuda, neste domingo o calor foi incessante desde logo cedo. Assim, completar os 21 km do prólogo não foi tarefa fácil para os 500 ciclistas que participam da sétima edição da Brasil Ride. Donos da Yellow Jersey (camisa de líder) no momento, Fabian e Alexey fecharam o percurso em 49min01, mais de um minuto de vantagem para Samuele e Damiano.

“Nossa preparação para estar aqui na Brasil Ride não foi nada fácil. Nos concentramos desde a metade da temporada em chegar bem aqui no Brasil. No último mês foi mais forte ainda e estamos muito felizes de conseguir ir tão bem neste início”, comemorou Fabian. “Estava muito quente e na parte de mata fechada era muito técnico. Nada fácil de se concentrar, porque havia muitas curvas para esquerda e direita a todo momento. Não esperávamos essa vantagem. O Alexey foi muito forte na corrida e andou como se estivesse treinando”, completou Fabian Rabensteiner.

A terceira colocação ficou com os vencedores do prólogo da Brasil Ride em 2015, Hugo Prado e Lukas Kaufamann, em 50min40. “Esta é uma etapa de introdução à corrida. Uma possibilidade de análise dos adversários e também nossa e do entrosamento entre o Lukas e eu. Assistimos o nosso vídeo do reconhecimento e tentamos ao máximo estudar o traçado. O Lukas está muito forte, então tentei me posicionar bem atrás dele no decorrer da prova. O ritmo foi bom e estamos satisfeitos com o resultado”, comentou Hugo Prado.

Top 10 – As dez primeiras colocações do dia estiveram repletas de atletas também de alto nível e favoritos ao título, com os campeões mundiais Tiago Ferreira (POR) e Roel Paulissen (BEL), na quarta colocação, e Daniel Geismayr (AUT) e Joachen Jab (ALE), em quinto. Completaram o top 10 os atuais campeões Jiri Novak (CZE) e Hans Becking (HOL), na sexta posição, e Sherman Trezza/Wolfgang Soares (BRA), Krenn Wolfgang (AUT)/Fojtik Ondrej (CZE), Hernani Sistelo (POR)/Andrew Henriques (POR) e Halysson Ferreira/Robson Ferreira (BRA), entre sétimo e décimo.

Máster – Atuais tricampeões da Máster, o holandês Bart Bretnjens e o goiano Abraão Azevedo iniciaram com tudo a disputa pelo quarto campeonato consecutivo de Bart e o sétimo de Abrão, com cerca de sete minutos de vantagem para Luis Felipe Monteiro e Erik Ramos Azzi. “Tivemos um bom início neste prólogo. Abraão e eu estivemos no mesmo nível, ambos fortes. Começamos bem os primeiros quilômetros. Estava muito quente e não foi nada fácil pedalar neste ritmo. Ótimo percurso e uma boa atmosfera aqui na Vila Brasil Ride. Pude desfrutar um excelente momento de pedal”, avaliou Bart Bretjens.
bart-brentjens-brasil-ride-2016-MTB

Ladies – Entre as mulheres, as mineiras Isabella Lacerda e Letícia Cândido vestem a Orange Jersey (líder da Ladies) após completarem o percurso em 1h01min37, cerca de dois minutos à frente de Ivonne Kraft (ALE) e Celina Carpinteiro (POR). “Foi bem legal o primeiro dia. Estamos muito conectadas e nossa dupla está em boa harmonia. Conseguimos fluir legal nas trilhas, porque somos do cross country. Nas partes planas a Isabella colocou um ritmo forte e consegui ir atrás dela. Chegamos em primeiro, bem fisicamente e estamos felizes com o feito e essa camisa de líder”, destacou Letícia Cândido. “Daqui para frente será muito duro e ter uma boa recuperação será essencial”, concluiu Letícia.

Segunda etapa – Uma das duas etapas Rainha da Brasil Ride, o segundo dia terá 128 km de pedal e 2.225 metros de altimetria acumulada, ligando a Vila Brasil Ride em Arraial d’Ajuda e a fazenda Conjunto Boa Vista, em Guaratinga, local do acampamento para 800 pessoas, entre atletas e estafe. Os ciclistas trocarão a linda paisagem das praias da Costa do Descobrimento, para chegar nas montanhas do Sul da Bahia, região com visuais deslumbrantes. Ter pela primeira vez uma competição esportiva passando pelo meio do Parque Nacional Pau Brasil (PNPB), em Porto Seguro, área histórica do País de preservação da árvore Pau-Brasil, será uma das grandes inovações da sétima edição Brasil Ride.

Fotos: Armin Kuestenbrueck / Brasil Ride

COMPARTILHE

Comente