Motorista embriagado atropelou, matou ciclista em Curitiba e foi solto dias depois

Motorista embriagado atropelou, matou ciclista em Curitiba e foi solto dias depois

O acidente aconteceu na manhã de sábado, dia 8 de outubro, na BR-277 quando um motorista dirigindo um Corsa invadiu o acostamento e atropelou um pelotão de ciclistas. O ciclista Eduardo Antonio chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu e faleceu.

O motorista saiu da cadeia na terça-feira, dia 11 e determinada pela 2ª Vara Criminal, e segundo a delegada não precisou nem de fiança para soltar o motorista acusado.

“Não tenho os detalhes das razões do motorista ter sido libertado. Foi cumprida uma ordem judicial, mas imagino que a Justiça tenha levado em conta o fato dele não ter antecedentes criminais, ter residência fixa e estar em tratamento médico, tomando medicamentos”, disse a delegada.

O motorista acusado fez o teste do bafômetro e foi preso em flagrante por dirigir bebâdo, estava com 0,5 mg/L de álcool no sangue, o que caracteriza a embriaguez.

Na terça-feira, dia 11, a esposa de Eduardo disse que o marido seguia todas as regras de trânsito. Gláucia Regina Martins chorou durante a entrevista coletiva, na sede da Federação Paranaense de Triatlon, no bairro Mercês, em Curitiba. Ela lamentou a ausência do marido e leu uma carta redigida por ela. “Eu agradeço a oportunidade de falar, é uma situação muito difícil, ninguém merece passar por isso. Meu marido foi a pessoa mais correta, honesta e responsável que eu já conheci em todo esse planeta. Ele sempre fez tudo da forma correta. Há seis anos, quando ele começou a praticar, comprou uma bicicleta para nossa filha e a primeira coisa que ele fez foi comprar um capacete. Ele seguia muito as regras. Eu nunca vi meu marido desobedecer uma regra de trânsito e ver acontecer o que aconteceu com ele, ser atropelado dessa forma é muito triste”.

Fonte: bandab.com.br

COMPARTILHE

Comente