Flavia Oliveira é campeã do Tour de Ardeche 2016, na França e faz história

Flavia Oliveira é campeã do Tour de Ardeche 2016, na França e faz história

A ciclista Flavia Oliveira (Specialized) segue em alta na temporada internacional. Após garantir para o Brasil o histórico sétimo lugar no ciclismo de estrada na Rio 2016, no início de agosto, desta vez a carioca foi além ao conquistar nesta terça-feira (6) o título do Tour Cycliste Féminin International de l’Ardèche, o Tour de Ardeche, na França, um dos principais resultados na história do ciclismo feminino brasileiro. Flavia também foi a melhor na classificação de montanha, com 40 pontos de vantagem para a segunda colocada.

Após a conquista do título na competição francesa, Flavia não escondeu a felicidade. “Estou super feliz por ter feito parte desta corrida, em que pela primeira vez o ciclismo feminino teve atletas subindo o Mont Ventoux, tradicional na rota do Tour de France. Conquistar este título é algo que me deixa quase sem palavras para expressar o que sinto. Estou muito feliz, porque queria competir demais essa corrida, que eu sempre tive muita vontade de concluí-la pedalando bem todas as etapas, como pude fazer agora”, comemorou Flavinha.

Flavia assumiu a liderança da competição ao vencer a quarta etapa, no domingo (4), com 126,7 km entre as cidades de Florac e Mont Lozère, colocando uma vantagem de mais de três minutos para a segunda colocada do dia. Mesmo sem um bom desempenho no contrarrelógio, na manhã da segunda-feira (5), Flavia foi superior em relação à vice-campeã geral nas duas últimas etapas e garantiu o título após os 95 km entre Saint-Sauveur-de-Montagut e Cruas, com o tempo acumulado de 19h51min24 em 623 km pedalados.

“Tinha em mente que poderia fazer um bom papel, mas ao mesmo tempo estava ciente de que não competir há quase um mês, quando disputei a Olimpíada do Rio de Janeiro, era algo que poderia me prejudicar pela falta de ritmo. Antes da competição havia estudado as sete etapas do Tour de Ardeche e sabia que em tudo tinha subida e eram sempre muito técnicas, o que engrandece ainda mais o meu feito. Esta foi minha quarta participação no evento, sendo que em duas delas não completei”, destacou.

Antes de disputar a Rio 2016, em que conquistou para o Brasil o melhor resultado no ciclismo de estrada até hoje, Flavia Oliveira teve bons resultados em provas europeias. No começo de julho a ciclista foi campeã de montanha no Tour de Feminin, na República Tcheca, competição que contou com mais de 180 atletas e a realização de cinco estágios, totalizando 394,5 km. Duas semanas mais tarde, em sua última disputa antes da Olimpíada, Flavia foi vice-campeã do Tour da Polônia, prova com três etapas realizadas em dois dias.

COMPARTILHE

Comente