Tecnologia X-SYNC da SRAM para o MTB, que dificilmente deixa a corrente sair da coroa

Tecnologia X-SYNC da SRAM para o MTB, que dificilmente deixa a corrente sair da coroa

Já que a SRAM decretou a morte dos câmbios dianteiros para o mountain bike, fomos a fundo para saber qual o segredo e como funciona o famoso sistema X-SYNC das coroas e das correntes da marca. Um sistema quase que infalível e não deixa a corrente sair de seu curso natural, ou seja, dificilmente ela sai da coroa.

A coroa com a tecnologia X-SYNC é especialmente esculpida para o uso do 1X ou do uso somente com uma coroa na frente. A sua finalidade é manter a corrente longa e estável na coroa, sob quaisquer circunstâncias. Os grupos 1x da SRAM que utilizam a tecnologia são: SRAM XX1 EagleXX1X01 EagleX01EX1X1GX e o NX.
coroas-com-tecnologia-X-SYNC-da-SRAM-para-MTB
Os dentes das coroas são moldados de forma desigual e alternada com um mais grosso e outro mais fino, sem contar que se olhada de cima e atentamente os dentes encaixam como se fossem cruz na corrente, veja abaixo na ilustração:
x-sync sram como funciona

A altura dos dentes também são bem mais elevados, tornando mais difícil a caída da corrente, principalmente em locais com terrenos irregulares onde a ondulação e trepidação da corrente é maior. Outra coisa interessante é que o formato dos dentes ajudam na evacuação da lama entre coroa e corrente.

Veja o vídeo abaixo de uma breve ilustração do funcionamento do X-SYNC

COMPARTILHE

Comente