Gideoni monteiro finaliza 1° dia do ciclismo de pista no top 8, disputando a prova Omnium

Gideoni monteiro finaliza 1° dia do ciclismo de pista no top 8, disputando a prova Omnium

O Brasil começou com o pé direito sua participação nas provas de ciclismo de pista da Rio2016. Neste domingo, 14 de agosto, Gideoni Monteiro iniciou sua jornada na Omnium, prova mais complexa do programa da modalidade, com seis provas divididas em dois dias de competição. O brasileiro comemorou bastante sua estreia, após finalizar o primeiro dia de provas na 8ª colocação da classificação geral, com 66 pontos. A liderança provisória ficou com o francês Thomas Boudat, campeão mundial da prova em 2014, com 106 pontos.

Na scratch, Gideoni encarou uma disputa muito acirrada e acabou fechando a prova na 15ª colocação. Mas o brasileiro não se abateu e foi para cima dos adversários, se recuperando com um 9º lugar na perseguição individual. Na prova de eliminação, o cearense mostrou toda sua garra e determinação, terminando na 6ª posição e fechando o dia no top10.

Gideoni Monteiro disputando no ciclismo de piista - Olimpíadas 2016

“O começo não foi exatamente como o esperado, talvez por conta da ansiedade da estreia. Mas depois conversamos, o foco dele voltou e conseguimos colocar em pratica exatamente o que estávamos realizando em treino, inclusive atingindo o mesmo tempo que fizemos na preparação. Assim, terminamos o dia dentro do nosso planejamento, dentro do Top10. Acredito que na segunda etapa vamos fazer duas provas um pouco mais complicadas, mas podemos surpreender na corrida por pontos”, contou Emerson Silva, técnico da seleção brasileira, que destacou também a grande competitividade da prova no velódromo olímpico.

Recordes quebrados

O alto nível de competitividade vem se destacando nas disputas do Velódromo Olímpico. Desde o início das provas, na quinta, dia 11, os atletas já quebraram vários recordes mundiais e olímpicos. Na prova de perseguição individual da Omnium, o dinamarquês Lasse Hansen estabeleceu o novo recorde olímpico com 4min14s982. A disputa está reunindo grandes ícones como o britânico e multicampeão Mark Cavendish e o italiano Elia Viviani, um dos maiores sprinters dessa geração. Mas no fim do dia quem levou a melhor foi o Boudat, comprovando o nivelamento entre os competidores.

Os 18 atletas que competem na omnium voltam para a pista nesta segunda-feira, 15 de agosto, para as últimas três grandes disputas. O dia começa com a prova de 1km contrarrelógio, depois os ciclistas encaram a prova de flying lap (volta lançada) e para finalizar fazem a prova por pontos.

ASSESSORIA DE IMPRENSA – CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO – Fotos:  Alexandre Loureiro/Exemplus/COB

COMPARTILHE

Comente