Viviane Favery e sua evolução para o Mundial de maratona de MTB na França

Viviane Favery e sua evolução para o Mundial de maratona de MTB na França

Viviane Favery continua a sua preparação para a disputa do Mundial de Maratona de MTB, dias 25 e 26, em Laissac, na França. No último fim de semana, a ciclista disputou a Elsa Bike Trophy, na Suíça, e deu mais um importante passo para chegar bem à competição que é o seu grande objetivo na temporada. Pela primeira vez na carreira, ela disputou uma prova profissional de maratona na Europa – as outras haviam sido ultramaratonas em dupla.

“Foi diferente. Alinhei com mulheres que eu não conhecia, apenas de ouvir falar. As principais atletas de maratona da Europa, do mundo. Tinham 32 meninas e eu cheguei em 11º. O tempo ganhador foi três horas e três minutos. Eu completei a prova em três horas e 34 minutos. Então, tem muito trabalho a ser feito. Mas, para mim, foi uma baita experiência, muito bom ter contato com isso. Faz parte do processo”, afirma Vivi.

“A partir dessa prova, estamos cheios de informações com as quais trabalhar no futuro. Ter contato com as meninas, saber quais são as referências que tenho que ter, quem são essas pessoas, traçar metas a médio e longo prazos. Mas, além disso, conseguimos extrair os melhores dados fisiológicos que eu já tive. Analisei todos os dados de potência da prova com a Adriana Nascimento (treinadora) e nunca estive tão bem e tão forte. Nunca consegui colocar tanta potência”, comemora a atleta.

Mas, apesar da evolução, Viviane Favery reconhece que há muito o que ser feito para que ela chegue ao Mundial em condições cada vez melhores.

“Tem uma evolução muito grande de como eu estava no ano passado para como eu estou agora. Só que o nível na Europa é outro. Eu tenho muito o que evoluir, e isso é bom, porque me motiva a continuar trabalhando. A minha equipe me apoia. Bola para frente. A partir disso, a gente extrai informações para continuarmos na luta”, conclui.

COMPARTILHE

Comente