Lukas Kaufmann é o campeão do Brasil Ride Warm Up 2016

Lukas Kaufmann é o campeão do Brasil Ride Warm Up 2016

O público presente ao Festival Brasil Ride Botucatu conheceu na tarde deste sábado (28) ensolarado os novos Rei e a Rainha da Cuesta do Warm Up Pró. Entre os homens, o suíço Lukas Kaufmann, radicado em Belo Horizonte, confirmou a boa fase e completou a trinca na última etapa da competição com o aproveitamento de 100% para levar o título inédito na carreira. No feminino, a campeã da elite foi a paulista Fernanda Prieto, de Barueri, que passa a ser a nova Rainha da Cuesta, enquanto a chilena Fena Castro conquistou o vice-campeonato com a vitória na terceira etapa.

Apesar da confirmação do título, após ter vencido também as duas etapas anteriores, Lukas Kaufmann não teve vida fácil na prova Rainha, de 107 km, com altimetria de 2.893 metros entre Botucatu e Pardinho. Rivais pelo título, Robson Ferreira e Ricardo Pscheidt conseguiram escapar em um ataque no primeiro terço da prova e só foram alcançados na metade final da disputa. “Sabia que seria um dia duro. Essa foi minha primeira Maratona (XCM) no ano. Logo nas duas primeiras etapas consegui uma vantagem importante. Guardei energia até a primeira serra, sempre presente no grupo da frente”, lembrou Lukas.

“Me senti muito bem fisicamente e no apoio em Pardinho encostei nos dois rivais, Robson e Pscheidt, que estavam cansados. Daí em diante fui sozinho, abri uma boa distância e o objetivo foi concluído. Os últimos quilômetros foram duros, dei meu máximo e estou muito feliz com o título logo na minha primeira participação”, comemorou o suíço, que chegou mais de 10 minutos à frente de Robson, o segundo colocado. “Durante o percurso lembrei-me várias vezes da Brasil Ride, em 2015, na Bahia. Só faltou o Hugo completar comigo, mas infelizmente ele teve um problema no pneu. São coisas da corrida, tudo pode acontecer. De qualquer forma, já estou animado para a próxima edição da ultramaratona, em outubro”.

Com Hugo Prado Neto enfrentando problemas, o vice-campeonato acabou nas mãos do fluminense Robson Ferreira. Hugo em terceiro, João Paulo Firmino e Marcelo Moser, em quarto e quinto, respectivamente, completaram as primeiras colocações no acumulado. “A estratégia mudou dentro da prova. Queria poupar até a metade, mas o Pscheidt atacou cedo e consegui ir com ele. Revezamos em um ritmo forte, abrimos e ali era tudo ou nada. A cerca de 40 km do fim o Lukas nos ultrapassou, tirei tempo do Pscheidt e do Hugo e conquistei esse vice-campeonato na minha primeira vez no Warm Up”, destacou o fluminense de Mendes, Robson Ferreira, que se forma na faculdade de Farmácia em duas semanas. “Essa foi só minha segunda prova no ano. Estive bem focado na conclusão da minha graduação e quase que não vim para Botucatu”, completou.

Elite feminina – Enquanto no masculino o suíço Kaufmann foi superior nos três dias, entre as mulheres não faltaram emoções. Mesmo sem vencer nenhuma das três etapas, a paulista Fernanda Prieto foi a mais regular entre as três primeiras, conquistando o título da quarta edição. “Foi uma prova maravilhosa. Estive boa parte na frente e nos quilômetros finais comecei uma disputa com a chilena. Fiz muita força para garantir o título dentro do tempo que seria suficiente para superá-la (ela garantiu o título com 1min07 de vantagem). Foi a melhor de todas etapas, com uma descida incrível de mais de 6 km. Voltarei em 2017 e recomendo para todos que participem”, contou Fernanda.

“Esse resultado é muito importante. Ano passado fui para a Bahia e não consegui completar a ultramaratona, principalmente porque sou do cross country e não de maratona. Para mim é muita superação, me sentia obrigada a ganhar para desentalar o que ficou lá na Bahia e mostrar que eu posso”, vibrou a campeã.

Mesmo com o vice-campeonato, a chilena Fena Castro, convidada pela Trek Chile para competir o Festival Brasil Ride Botucatu, ficou satisfeita com o resultado e comemorou muito a vitória na etapa deste sábado. “Outra vez foi um dia duro. Me recuperei de ontem e sabia que andaria melhor nessa última etapa, porque havia muitas subidas e esse estilo me favorece. Estou muito feliz com o resultado, agradeço toda organização e parabenizo pelo circuito, muito bem desfrutado”, disse Fena, que usou a competição como preparação para buscar o título de tricampeã do campeonato nacional de Cross Country Olímpico (XCO).

Foto:Ney Evangelista

COMPARTILHE

Comente