Ricardo Pscheidt compete na Costa Rica e busca pontos para vaga no MTB das Olimpíadas

Ricardo Pscheidt compete na Costa Rica e busca pontos para vaga no MTB das Olimpíadas

Atual número dois do Brasil no ranking mundial da UCI (União Ciclística Internacional) de cross country olímpico (XCO), o catarinense Ricardo Pscheidt (Trek/Shimano) disputa neste domingo, 1º de maio a Fecha Copa Nacional, em Alajuela, na Costa Rica. Definida como classe 1 na UCI, a competição ofertará 60 pontos aos campeões, pontuação que poderá fazer a diferença no ranking dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Um bom resultado na Costa Rica poderá ajudar Ricardo Pscheidt a conquistar a segunda vaga brasileira no XCO da Rio 2016. Com Henrique Avancini já classificado, a briga de Pscheidt está polarizada com o mineiro Rubinho Valeriano, que tem apenas 34 pontos à frente do catarinense. “Espero fazer uma boa prova e obter um resultado de destaque, para poder somar o máximo do pontos nos rankings internacionais”, avalia o atleta Shimano.

Na Costa Rica, Pscheidt enfrentará adversários da Guatemala e Honduras, além dos ciclistas locais, sendo ele o melhor atleta ranqueado entre os inscritos. A competição será disputada no circuito chamado de Waza Waza, com extensão de 4,2 km, tendo o calor e o terreno solto e seco como principais características. Desde 2014 sem receber provas, o Waza Waza recebeu adaptações da organização, como a construção de rampas e pontes, para aumentar o grau de dificuldade.

Além do calor, que já é esperado, é possível que tenhamos chuva e, em consequência, haja lama no circuito. Espero uma prova muito disputada. Pelo o que vi durante a realização do Campeonato Pan-Americano de MTB, no começo do mês na Argentina, há pelo menos quatro ciclistas costarriquenhos que pedalam em muito bom nível“, destaca o experiente atleta, que pedalará com sua bike equipada com os componentes eletrônicos XTR Di2 de troca de marchas.

COMPARTILHE

Comente