Atleta do BMX Renato Rezende pronto para continuar a busca por uma vaga na Rio 2016

Atleta do BMX Renato Rezende pronto para continuar a busca por uma vaga na Rio 2016

Foram sete semanas de muita determinação e disciplina, mas Renato Rezende está pronto para seguir na batalha por uma vaga nos Jogos Olímpicos do Rio2016. O piloto brasileiro fraturou a clavícula em uma competição internacional classe 1 da UCI nos Estados Unidos logo no início da temporada 2016, em fevereiro, e precisou se afastar das pistas para se recuperar da lesão. Após um trabalho multidisciplinar amplo e bem executado junto com a comissão técnica da CBC, o atleta foi liberado para voltar aos treinos com a bike e espera retomar o ritmo de competição rapidamente.

“Agradeço imensamente o excelente trabalho da comissão técnica para o meu retorno breve e todo suporte oferecido CBC e COB. Claro que não vai dar pra pegar pesado logo de cara, ainda tenho pequenas limitações para os obstáculos, mas não sinto mais dores como antes e isso certamente irá passar rapidamente. Farei o meu melhor para ficar 100% o mais breve possível”, contou o atleta, que é o melhor brasileiro no ranking do BMX mundial, na 13ª colocação.

Renato agora se concentra em Paulínia, interior de São Paulo, onde fará um trabalho de reabilitação com suporte de academia, fisioterapia, bike e acessórios prescritos pela comissão técnica já focado nos próximos desafios. No fim do mês, dia 24 de abril, o piloto embarca para Papendal, na Holanda, para duas semanas de treinos e disputa da 3ª etapa da Copa do Mundo de BMX Supercross 2016, marcada entre os dias 7 e 8 de maio. Depois da prova, deve ficar mais um período treinando na Holanda e no dia 20 de maio, o brasileiro segue para Medellin, na Colômbia, para participar do Campeonato Mundial de BMX 2016, marcado de 25 à 29 de maio.

Atleta-do-BMX-Renato-Rezende-busca-vaga-para-olimpiadas-2016
Foto: Maximiliano Blanco/CBC

“A partir de agora ele poderá aumentar sua carga de estímulos específicos e realizar treinos na pista sem problemas. Graças ao suporte da confederação e do comitê olímpico ele pôde voltar ao Brasil rapidamente para fazer a cirurgia e três dias depois da operação já iniciou o trabalho de fisioterapia. Essa agilidade no processo de recuperação certamente foi muito importante para que ele se recuperasse rapidamente. Também é preciso destacar a determinação do Renato, a vontade dele em voltar rápido. Ele seguiu à risca todas as recomendações para acelerar o processo, nós também tivemos muito cuidado para que ele não pulasse nenhuma etapa. A parte física ele também perdeu muito pouco. Então, estamos muito empolgados e satisfeitos”, afirmou Daniel Jorge, técnico da seleção brasileira de BMX.

Foto capa: Craig Dutton – ASSESSORIA DE IMPRENSA – CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO

COMPARTILHE

Comente