Biker com uma fat bike sobe Monte Washington com muita neve e muito frio

Biker com uma fat bike sobe Monte Washington com muita neve e muito frio

A auto estrada que liga ao topo do Monte Washington é a primeira e mais antiga atração artificial da América do Norte, que nunca recebeu um veículo de duas rodas em pleno inverno, até agora. O ciclista profissional Tim Johnson subiu 1.428 metros de altimetria acumulada (4.685 pés), em uma inclinação de 14 por cento, para completar o percurso congelado em uma hora, quarenta e cinco minutos e 48 segundos (1:45:48), utilizando a mais recente tecnologia de bicicleta com pneus super largos –fat bike – feita para ampliar os limites do que uma bicicleta é capaz.

Comparando uma fat bike com outra bicicleta convencional, o diferencial está na largura do pneu, uma diferença de aproximadamente 10 centímetros maior (4 polegadas). Esses pneus de grandes dimensões servem para serem usados na neve (ou areia fofa, como já vimos em uso no Brasil), às vezes, usando corrente como utilizados nos veículos para conseguir andar em terrenos instáveis: como o gelo, neve e pelo vento forte da Auto Estrada do Monte Washington.

Monte Washington é famoso por condições perigosas no inverno, em que até recentemente detinha o recorde mundial para a maior velocidade do vento já registrado em terra de 370 km/h (231 milhas por hora)

Timothy Johnson, de 39 anos, nascido em Middleton, Massachusetts, é seis vezes cyclocross campeão nacional de ciclocross, além de ser conhecido pelo trabalho de promoção do uso da bicicleta junto a entidade PeopleForBikes.

A carreira de Johnson começou justamente nesta Auto Estrada, vencendo o desafio da subida do Monte Washington, em agosto de 2000 e 2001. Mesmo no verão, a rota de 12.231 metros (7,6 milhas) é bastante desafiante, mesmo para os ciclistas mais talentosos.

O início da carreira de Tim no ciclismo foi fundamentada por andar qualquer coisa, em qualquer lugar a qualquer momento, em qualquer condição. Após mais de uma década da sua primeira escalada vitoriosa no Monte Washington, Tim ainda é capaz de encontrar outras novidades e estreias dentro do esporte.

Nós conversamos com Johnson para aprender mais sobre o que o levou a alcançar o cume em sua fat bike no dia 02 de fevereiro de 2016.

Conte-nos mais sobre o seu fascínio com o Monte Washington.
Tim Johnson: Para uma criança que cresceu na Nova Inglaterra, o Monte Washington é um gigante quase mítico. Mas não é uma loucura, pois você aprende muito quando começa a encarar a escalara. Além disso, são 6.288 pés (1.916m) é um número que realmente não é tão alto, mas a forma como o clima atua nessa área torna o lugar muito perigoso.

O quão raro é acessar o topo do Monte Washington?
Na verdade você não pode andar de bicicleta lá em cima, a menos que seja num dos dois dias dos eventos anuais nas corrida oficiais – portanto, é preciso ter uma permissão especial para subir.

Quais outros veículos conseguem atingir o cume no inverno?
Tivemos um snowcat (um tipo de trator para andar na neve) e uma van na saída para dar o suporte ainda no asfalto. E para ainda tivemos alguns snowmobiles (motos para neve) que estavam carregando os caras das cameras de vídeo para o topo.

Quais as precauções que você aprendeu com o Monte Washington?
Um dos trabalhadores mais velhos do Monte Washington me disse: “Eu só quero que você saiba que nós exigimos que nossos snowmobiles utilizem metais duros nas esteiras e até mesmo esquis – porque quando o vento é mais do que 88 km/h (55 mph), ele pode empurrar veículos mais leves para fora da Estrada”. Depois ele fez uma pausa e disse:”Mas, eu entendo que você é uma espécie de especialista de bicicleta de montanha, então isso não deve ser um problema para você”. Isso me fez pensar: “Oh, merd#, isso pode acontecer de verdade!?!”

Quais são as suas memórias dessa montanha?
Então, eu tinha visitado o lugar na infância, mas quando comecei a competir, a prova de estrada que eu fazia todo ano foi a “Mount Washington Auto Road Hillclimb”. A montanha era aberta um dia do ano para esse evento. Comecei a correr quando eu tinha 17 anos, pois sabia que era o lugar certo para treinar e usar como um trampolim para virar profissional.

Fotos: Tim Johnson © Brian Nevins/Red Bull Content Pool – Texto adaptado: Red Bull

 

COMPARTILHE

Comente