15 países na disputa na CIMTB Levorin em Araxá – 2016

15 países na disputa na CIMTB Levorin em Araxá – 2016

Lagoas, árvores, jardins, pássaros e o Tauá Grande Hotel complementam a paisagem da trilha onde irá ocorrer a primeira etapa da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike, entre os dias 4 e 6 de março em Araxá. Mas, durante a corrida, o verde será um detalhe próximo aos objetivos dos atletas que estarão ali. E eles estão vindo de diversas parte do mundo: Sérvia, Áustria, Polônia, Eslováquia, Suíça, Portugal, Israel, Estados Unidos, México e diversos da América do Sul. Serão cerca de 15 nações reunidas no Complexo do Barreiro com atletas que irão lutar para conquistar pontos para o ranking da União Ciclística Internacional (UCI).

Representando a Áustria, Lisa Mittebauer, com 23 anos, da Super Elite Feminina, tem no currículo diversas competições e boas colocações, como por exemplo, o 14º lugar na Copa do Mundo na Suíça em 2015. Além disso esteve no pódio mais alto na Elite Feminina do Campeonato Nacional Austríaco também no último ano. “Escolhi a CIMTB Levorin porque queria combinar a corrida com treinamento em uma área agradável, como o Brasil e também para me preparar para a temporada de mountain bike. Eu também quero conquistar pontos para o ranking da UCI e conseguir uma boa posição na primeira Copa do Mundo em Cairns, na Austrália”, explicou.

A grande meta de Lisa é conquistar a classificação para os Jogos Olímpicos, que pode ser o primeiro da vida dela. Atualmente ela está na 33º posição no ranking da UCI e a Áustria na 17º. “Para a competição eu espero boas trilhas, grandes disputas e temperaturas altas. Voltar para competir nos Jogos Olímpicos 2016 é minha grande meta para esta temporada e pra isso terei que fazer o meu melhor. No momento tenho chances. A Áustria por enquanto tem uma única vaga, vamos lutar para mantê-la”, disse.

Atletas da Sérvia da Super Elite Feminina também estarão entre os competidores. Jovana Crnogorac e Ivana Kostic, ambas com 23 anos, estão na busca da classificação Olímpica. Atualmente, a Sérvia está em 23º no ranking. “Considerando que é um ano Olímpico e que temos chances de classificar até maio, escolhe4mos a CIMTB Levorin, para conquistar o máximo de pontos possíveis, já que é uma prova Stage Race Hors Class e existem poucas no mundo”, afirmou Jovana.

Para Ivana, esta é uma oportunidade diferente e especial. “Pra mim significa muito. É a minha primeira vez no Brasil, então será uma grande experiência. Nós estamos no caminho para ganhar pontos suficientes para termos uma vaga nos Jogos Olímpicos no Rio. Estamos trabalhando duro como um time e com bons planos do nosso treinador Nemanja Vajs”, ressaltou.

Quem veio no último ano, decidiu retornar. Os irmão Lami da Eslováquia estarão de volta. Michal Lami foi vice-campeão na Super Elite Masculina da CIMTB Levorin em 2015 e ficou com o lugar mais alto do pódio na prova XCO em Araxá. O irmão dele, Frantisek Lami, ficou entre oito melhores da competição. Os dois têm chances de correrem juntos pela Eslováquia nos Jogos 2016, já que o país está em 13º lugar no ranking mundial. “Nós ainda temos chances de nos qualificar para os Jogos Olímpicos. A gente gostou muito da prova e das belezas do Parque do Barreiro. Além disso, o público em volta da trilha criou uma atmosfera inesquecível no último ano. Isso foi espetacular. Talvez pode ser ainda mais extraordinário em 2016”, afirmou.

Em 2015, Michal estava apreensivo com o clima tropical e acabou encarando uma tempestade na última prova. Agora que já conhece, diz que tem certeza que irá encontrar outros adversários além do clima. “Este ano os adversários serão os diversos atletas que estão indo para Araxá. Podemos esperar mais corredores profissionais que buscam pontos para o ranking da UCI”, disse.

O organizador Rogério Bernardes espera que 2016 seja um marco na história da CIMTB Levorin. “É a concretização de um sonho ver tantos países presentes em Araxá. Além disso é uma responsabilidade muito grande fazer com que gostem da prova, de Araxá, de Minas Gerais e do Brasil para retornarem no futuro e divulgarem nossas belezas em seus países”, disse.

Classificação Olímpica do Mountain Bike

Ao todo, os homens terão direito a 50 vagas, sendo que 41 delas serão conquistadas através do ranking da UCI e serão divididas da seguinte forma. Os 23 melhores países colocados no ranking mundial se classificarão para o mountain bike nos Jogos 2016, sendo que, os cinco melhores terão três vagas cada um, os países entre o sexto e 13º lugar conquistarão duas vagas, já aqueles que ficarem entre o 14º e 23º terão uma vaga cada.

Ao grupo feminino serão destinadas 30 vagas, sendo que 25 delas sairão do ranking da UCI. Os oito primeiros países terão direito a duas atletas cada e os nove seguinte, um representante cada. As outras vagas, tanto do feminino quanto do masculino, serão preenchidas através de campeonatos continentais.

Com a realização das Olimpíadas entre os dias 5 e 21 de agosto, a primeira e a segunda etapa da CIMTB Levorin serão decisivas no número de vagas e representantes na modalidade da competição. O ranking olímpico fechará no dia 24 de maio de 2016.

COMPARTILHE

Comente