Erros comuns que muitos ciclistas cometem na alimentação

Erros comuns que muitos ciclistas cometem na alimentação

Muitos ciclistas não entendem ou não fazem questão de ter uma boa alimentação, pois quando se trata de esportes, digo no geral, você é o que você come!

Uma boa dieta não é apenas estar magro, mas sim ter uma boa composição corporal, com equilíbrio! Alimentar-se corretamente com as porções certas, combinando nutrientes que ajudam seu corpo a se recuperar após um forte treino por exemplo.

O intuito dessa notícia é alertar você e dar algumas dicas, nunca faça dietas sem acompanhamento de um bom médico nutricionista ou um especialista em nutrição esportiva!

Abaixo separei alguns erros cometidos por muita gente:

1 . Não comer nada no café da manhã

Seu corpo está sem alimento por horas, devido seu sono durante a noite, e sair para treinar sem comer nada não é o ideal. Por isso antes de sair, coma alguma fruta, ou iogurte, ou até mesmo um sanduíche com geléia natural, sucos naturais também são recomendados.
O ideal é que sua reserva de carboidrato esteja em um bom nível, por isso no dia anterior cultive sua reserva.

Erros-comuns-que-muitos-ciclistas-cometem-na-alimentacao_2

2 . Muito tempo entre as refeições

Ficar muito tempo sem comer pode ser péssimo, pois além de ficar ainda mais com fome, quando chegar a hora de comer você pode comer em exagero!

Planeje seus lanches para que você nunca fique sem comida durante mais de quatro horas. Bons petiscos incluem um pote de iogurte desnatado, um pequeno punhado de nozes mistas, frutas, salada de frutas, barras de cereais com boa qualidade.

Erros comuns que muitos ciclistas cometem na alimentacao_

3. Muita fibra

A ideia é sempre comer alimentos leves para facilitar a digestão, afinal a maior parte do seu sangue estará trabalhando frenéticamente nos seus músculos, do contrário boa parte do seu sangue será desviado para o sistema digestivo, aí pode surgir fadiga, câimbras, mal-estar, etc.

Quando for fazer um treino ou na noite anterior, evite comer carnes gordas, ou alimentos que atrapalhem ou sejam indigestos.

4. Não comer durante o treino

Em treinos mais longos, alimentar-se durante faz toda diferença no seu rendimento e bem estar, o ideal é que você faça uma ingestão de carboidrato a cada hora de exercício, recomenda-se 30 – 60g, mas isso vai depender muito do seu peso e também do funcionamento do seu organismo, por isso deve se ter muita atenção as reações que seu corpo apresenta em diferentes situações para poder fazer a dosagem correta, ou procure um bom médico.

5. Alimentação pós treino

As vezes a última coisa que você quer fazer após um longo treino é comer, devido ao cansaço, a adrenalina, etc. Mas a importância em comer bem após um treino faz toda diferença na recuperação muscular para o próxima sessão.

Um sanduíche com pão integral, queijo branco e tomate, ou uma porção de nozes, ou um bom macarrão a bolonhesa com carne magra são alimentos que são ótimos logo após.

6. Comer tudo que vem pela frente

No entanto, existe o outro lado da moeda em que algumas pessoas comem tudo o que tem pela frente, usando o fato de que eles têm feito uma sessão dura como uma desculpa para poder comer de tudo e exageradamente.

E é aí que seu treino e todo o esforço é jogado no lixo, pois seu corpo precisa de alimentos que sejam nutritivos e em porções suficientes para uma boa recuperação e evolução.

7. Comer tarde demais

Fazer uma refeição generosa tarde demais, com certeza vai atrapalhar e prolongar sua digestão, pois seu corpo já está com o metabolismo e desaceleração para repouso. Comer muito tarde e demais vai atrapalhar seu sono e aumentar o armazenamento de gordura.

Todas essas situações são normais e todo mundo já pecou ou ainda peca com isso. O intuito dessa notícia é alertar você e dar algumas dicas, nunca faça dietas sem acompanhamento de um bom médico nutricionista ou um especialista em nutrição esportiva!

 

COMPARTILHE

Comente