Dicas do que analisar quando for comprar uma bike usada

Dicas do que analisar quando for comprar uma bike usada

Comprar uma bike usada nos tempos do dólar nas alturas pode ser a solução, mas muito cuidado com a procedência e também é preciso tomar alguns cuidados antes de fechar o negócio, analise cada detalhe e se possível pedale um pouco com a bike. Abaixo separei alguns tópicos importantes que devem ser vistos e questionados antes de comprar:

1. Procedência

A coisa mais importante talvez é saber a procedência da bike, sempre perguntar quem foram os antigos donos, se tiver mais de um. Saber se tem nota ou algum tipo de recibo e se possível saber em qual bikestore a bike foi adquirida de primeira. De uma olhada na numeração do quadro também, se estiver com sinais de que foi raspada, então fuja!

Dicas-do-que-analisar-quando-for-comprar-uma-bike-usada_1

2. Verifique todas as soldas e junções do quadro!

Verifique todas as junções da bike, procure e analise bem por rachaduras ou sinais de corrosão, principalmente abaixo do canote e no movimento central, também fique esperto com adesivos colocados “propositalmente”, as vezes eles podem esconder surpresas embaixo!

E sempre peça para olhar a bike limpa, para ver todos os detalhes da pintura.

Dicas-do-que-analisar-quando-for-comprar-uma-bike-usada_3

3. Barulhos não identificados

Fique atento a barulhos que não consegue identificar ao pedalar na magrela, sempre pergunte sobre eles e se o antigo dono sabe a causa e por que ainda não consertou!

4. Pastilhas de freio

“Mostre me as pastilhas de freio e direi como pilotas”

Só de olhar as pastilhas de freio de uma bike já da pra se ter uma ideia de como é a pilotagem do antigo dono, se as pastilhas do freio dianteiro estiverem como novas é sinal que o antigo dono não é do sujeito mais radical ou seja, é todo cauteloso quanto a tombos e etc…. mas se as pastilhas de freio tanto as dianteiras e as traseiras estiverem bem gastas e com gastos irregulares, é sinal que a bike já foi usada intensamente, aí é bom ficar de olho.

4. Transmissão em bom estado é fundamental

A transmissão é fundamental, olhar os dentes do cassete e coroas, verificando que se eles não estão com os dentes afiados e finos demais, pois isso indica a hora de trocar a relação ou não. Também indica que o vendedor não se preocupa muito com a condição da bike. A dica é mudar as marchas, olhar atentamente se a corrente não fica com folgas muito exorbitantes e se está “caseando” corretamente sem pulos.

Dicas-do-que-analisar-quando-for-comprar-uma-bike-usada_

5. Suspensões

As suspensões são pontos delicados na hora de uma compra devido a sua complexidade mecânica e também por estar blindada.

Para a suspensão dianteira as dicas são: dar uma volta com a bike, forçando o amortecimento e verificar se não fica rastros de óleo nos tubos. Sempre verificar se o tubo não possui riscos profundos que possam alterar o funcionamento, ou ocasionar vazamentos futuros. Verificar se o funcionamento da trava (se houver) está de acordo.

Para a suspensão traseira: Primeiro ponto é analisar o vendedor, se conhece o perfil dele, ou se é alguém próximo você já vai saber como era a pilotagem dele, e aí já da pra se ter uma noção de como pode estar a suspensão… Dar uma volta na bike também é crucial, testar a suspensão e ver se o retorno está correto, se não existe vazamento e se as travas estão funcionando.

Dicas-do-que-analisar-quando-for-comprar-uma-bike-usada_2

6. Parafusos

Verifique as condições das cabeças dos parafusos, é um bom indicativo dos cuidados que o antigo dono e vendedor teve com a bike. Parafusos com as cabeças danificadas vão dificultar a remoção ou aperto dos mesmos na hora da manutenção ou troca de componentes.

7. Marcas de corrente no quadro

Se você ver muitas marcas de corrente na parte do triângulo da bike fique ligado, é sinal que a bike foi bastante usada em locais bem irregulares, por isso verifique cada detalhe.

8. Desgaste de material e quadro

Todo material tem sua vida útil, e com os quadros de alumínio e carbono não é diferente, principalmente o carbono. Sempre pergunte o modelo e o ano do quadro, pois um quadro muito antigo já pode estar fadigado e isso influencia na sua propriedade original.

Se você é capaz de fazer uma boa seleção, você vai encontrar muitas oportunidades reais no mercado da bike. Meu conselho é não se apressar em comprar e ver várias opções antes de decidir. Fuja da correria. A informação é o inimigo da fraude.

DICAS DE TREINO PROFISSIONAL QUE TODO CICLISTA PODE USAR

dicas-de-treino-profissional-que-todo-ciclista-pode-usar

COMPARTILHE

Comente