Henrique Avancini explica a contagem dos pontos para a olimpíadas

Henrique Avancini explica a contagem dos pontos para a olimpíadas

Foto: © CSG/Cannondale

O campeão Brasileiro de MTB XCO Henrique Avancini explica os pontos para as olimpíadas e como funciona a classificação de um país para os jogos olímpicos, quantos pontos precisa ter e quantas vagas são disponíveis dependendo muito da posição.

Como funciona a classificação para o mega evento no Rio de Janeiro?

A classificação dura 24 meses divididos em 2 blocos de 12 meses. 1° bloco de 25/maio/2014 a 24/maio/2015 e 2° bloco de 25/maio/2015 a 24/maio/2016.

Em cada bloco é somada a pontuação dos 3 primeiros colocados do ranking UCI.

Obs1: Caso o atleta não seja um dos 3 primeiros colocados no ranking UCI, os seus pontos não são computados para a nação.

Obs2: Pode ocorrer dos 3 nomes do primeiro bloco serem diferentes do segundo bloco.

A partir da soma da pontuação destes 3 nomes é formado um ranking de nações. O número de vagas do país é definido de acordo com o posicionamento da nação nesse Ranking Olímpico.

O número de vagas no masculino é distribuído da seguinte maneira:
1° ao 5° = 3 vagas
6° ao 13° = 2 vagas
14° ao 24° = 1 vaga

Qual o critério seletivo interno?

A CBC divulgou em 2014, que o atleta (ou atletas em caso de mais de uma vaga), que representaria o país, seria aquele que somasse mais pontos durante o período de 24 meses de classificação olímpica (24/maio/2014 a 25/maio/2016).

No 1° bloco os pontuadores foram:
Henrique Avancini (963p); Rubens Valeriano (449p) e Ricardo Pscheidt (273p).
No 2° bloco (até a atualização de 27/outubro):
Henrique Avancini (368p); Ricardo Pscheidt (213); Rubens Valeriano (163p).

Henrique Avancini explica os pontos para as olimpíadas

No acumulado:
Henrique Avancini – 1331 pontos; Rubens Valeriano – 612 pontos; Ricardo Pscheidt – 486 pontos;

Qual a situação do Brasil na classificação?

No momento o Brasil acumula 2.429 pontos e ocupa a 15ª colocação. A diferença no momento para entrar no top 13 e ter 2 atletas seria de 258 pontos.

Quem vai representar o país no Rio de Janeiro em 2016?

Eu (Henrique Avancini) fico praticamente garantido nos Jogos, já que caso seja ultrapassado na pontuação por (Ricardo) Pscheidt ou Rubinho (Rubens Donizete), automaticamente o país entraria no bloco que leva dois atletas aos Jogos.

A segunda vaga está muito próxima e a briga interna fica entre Pscheidt e Rubinho.

Fonte texto: Redbull.com

COMPARTILHE

Comente