Alimentação em uma ultramaratona de MTB

Alimentação em uma ultramaratona de MTB

 

Alimentar-se bem durante uma prova longa é essencial para a performance e para que a condição física continue boa, e em uma prova de longa distância e de vários dias como a Brasil Ride, todo cuidado é pouco.

Em 2 horas de competição você pode acabar com o seu glicogênio hepático e muscular, sendo este o seu estoque de energia muscular. Então, o correto é se alimentar durante a prova, para que essa energia não acabe.

O que comer?

Alimentos ricos em carboidratos. A quantidade ideal para cada atleta por hora de exercício é individual. Uma quantidade de 60 gramas de carboidrato por hora de exercício, estará garantindo que os estoques de glicogênio não irá decair a ponto de causar tonturas, náuseas ou até mesmo desmaios. Desta forma, podemos estar retardando a fadiga mental e também a muscular, economizando a energia que vem dos aminoácidos dos músculos (OBS.: esta orientação é geral, e não individual!).

• 60 gramas = 2 saches (de 30g cada) de carboidrato em gel (1 a cada 20 minutos);
• Ou 4 ½ colheres de sopa de maltodextrina diluídas em 750ml de água (diluição a 8% no máximo e mínimo de 6%);
• Ou intercalar bebida esportiva (que tem 30g de carboidrato em 500ml) e mais 2 saches de carboidrato em gel (lembrando que para cada sache de carboidrato em gel deve ser ingerido cerca de 200 a 250ml de água para o carboidrato para facilitar a absorção);
• Alimentos como goiabada, fruta seca (ameixa, uva passa, banana passa) também estão valendo. Só tome cuidado com a quantidade das frutas secas, pois elas contêm fibras, e podem retardar um pouco mais a absorção do carboidrato ingerido.

 

 

.

COMPARTILHE

Comente