Atletas elogiam pista do evento teste de MTB no Rio de Janeiro

Atletas elogiam pista do evento teste de MTB no Rio de Janeiro

Foto: Fanpage Sofía Subtil

Cerca de 130 atletas de 30 países que vieram até a capital fluminense para a disputa do Desafio Internacional de MTB, evento-teste para a Rio 2016marcado para este domingo (11), deram as primeiras pedaladas no circuito de 4,8 km construído especialmente para os Jogos Olímpicos no ano que vem. A primeira impressão do projeto assinado pelo sul-africano Nick Floros foi muito boa. 

“O circuito foi bem construído e distribuído da melhor forma. Ficou bonito, veloz, exigente tecnicamente e fisicamente. Muito completo e bem feito. Para mim é uma grande vantagem poder pilotar em um circuito como esse. Os percursos de Copa do Mundo geralmente são mais lentos e muito técnicos, mas sem muitos trechos de transposição. Você está sempre lutando com a bicicleta para conseguir mais fluidez”, declarou Henrique Avancini, atual campeão brasileiro de MTB XCO e melhor brasileiro no ranking mundial.

“Podemos dizer que o circuito olímpico já traz uma proposta diferente, que tem elementos técnicos mas que contribuem para a velocidade e isso se encaixa mais na minha característica como piloto. Então, para mim é bom chegar num circuito onde eu dependo mais da boa forma do que eu precise me adaptar mais à pista. Também observei que 95% dos atletas vieram em boa forma, muito competitivos, todos se dedicaram bastante para estar nesse evento. Como é a primeira oportunidade de testar o circuito, testar nosso material, podemos saber o que podemos escolher no próximo ano, e ainda ver como estão os principais atletas na pista, ver como cada um se porta, se adapta bem ou não”, finalizou Avancini. 

Para Raiza Goulão, 19ª colocada no ranking UCI, o mais importante do projeto está no legado para o ciclismo nacional. “Fico muito feliz de ver uma pista como essa no meu país. É um percurso repleto de drops, saltos, algo que geralmente só encontramos fora do Brasil. E espero que seja um legado duradouro, que seja acessível aos ciclistas, pois só assim vamos continuar evoluindo”.

Além de Henrique e Raiza, integram o time brasileiro no evento-teste Rubens Donizete, Ricardo Pschiedt, Luiz Henrique Cocuzzi, Erika Gramiscelli e Sofia Subti. A comissão técnica é composta pelo técnico Carlos Polazzo, a representante do Departamento de Alto Rendimento da CBC, Ana Claudia Stipanich, e o mecânico Eduardo Oliveira. A seleção do país-sede chega ao Rio de Janeiro bastante motivada e focada em fazer uma boa apresentação, assim como os principais concorrentes, o que garante um evento altamente competitivo e com muita emoção.

 

 

.

COMPARTILHE

Comente